MENU

Vídeo traz acusado de tentar explodir avião em treinamento de militantes

Vídeo traz acusado de tentar explodir avião em treinamento de militantes

Atualizado: Terça-feira, 27 Abril de 2010 as 12

O nigeriano suspeito de tentar explodir um avião com destino aos Estados Unidos em dezembro do ano passado parece ter participado de um curso de treinamento de militantes, de acordo com um vídeo atribuído à al-Qaeda no Iêmen.

O vídeo, que também contém imagens de Umar Farouk Abdulmutallab numa aparente despedida de mártir, mostra homens mascarados armados em um deserto disparando metralhadoras e lança-granadas contra alvos que incluíam um avião pequeno que sobrevoava a área.

"A irmandade de muçulmanos na Península Arábica tem o direito de travar a jihad porque o inimigo está em seu país", disse Abdulmutallab na fita, exibida pela ABC news pouco depois de um suposto homem-bomba da Al Qaeda tentar assassinar o embaixador da Grã-Bretanha no Iêmen na segunda-feira.

"O inimigo está em seu país com seu Exército de judeus, cristãos e seus agentes", afirmou ele na mensagem, aparentemente gravada antes do ataque frustrado ao avião.

Junto com uma fita de um clérigo muçulmano nascido nos EUA ligado à Al Qaeda no Iêmen que também apareceu na segunda-feira, o vídeo soma-se às evidências crescentes da força da base da Al Qaeda no empobrecido país da Península Arábica.

O braço regional da Al Qaeda sediado no Iêmen assumiu responsabilidade pelo ataque fracassado de dezembro, no qual Abdulmutallab, qusae passou um período no Iêmen, é acusado de tentar explodir um avião comercial que seguia para os EUA com uma bomba costurada na cueca.

O ataque colocou o Iêmen -- vizinho do principal exportador mundial de petróleo, a Arábia Saudita -- no topo das preocupações com segurança do Ocidente e suscitou temores de que a Al Qaeda esteja tentando explorar o caos no Iêmen a fim de usá-lo como base de lançamento para mais ataques na região e além.

Abdulmutallab aparece no vídeo, que a ABC afirma ter sido produzido pela Al Qaeda no Iêmen, segurando uma arma automática sentado ao lado de outros homens armados no deserto.

O vídeo também mostra militantes disparando contra alvos improvisados, incluindo uma estrela de Davi e uma bandeira britânica, e fazendo exercícios de um curso de treinamento.

Autoridades norte-americanas disseram que Abdulmutallab, que está sendo processado nos EUA, lhes disse ter recebido treinamento e o artefato explosivo de militantes no Iêmen associados à Al Qaeda.

veja também