MENU

Viúva do Prêmio Nobel Andrei Sakharov morre aos 88 anos nos EUA

Viúva do Prêmio Nobel Andrei Sakharov morre aos 88 anos nos EUA

Atualizado: Domingo, 19 Junho de 2011 as 9:33

Yelena Bonner, ativa defensora dos direitos humanos e viúva do Prêmio Nobel da Paz e dissidente soviético Andrei Sakharov, morreu neste sábado (18), em Boston, nos Estados Unidos, aos 88 anos. A informação foi divulgada neste domingo (19) por agências russas. A causa da morte não foi informada.

"É uma grande perda, e não só para o movimento de defesa dos direitos humanos", disse à agência "Interfax" a presidente do Grupo Helsinque de Moscou, Liudmila Alexeeva, que lembrou que Yelena esteve entre os membros fundadores dessa organização.

Alexeeva também indicou que Yelena estava gravemente doente, por isso seus filhos não puderam viajar para Moscou aos atos em memória do 90º aniversário de Sakharov, falecido em 1989, que foram organizados em 21 de maio deste ano.

"É muito difícil. É uma enorme perda para todos nós", disse o líder do Movimento pelos Direitos Humanos, Lev Ponomariov, que destacou que Yelena seguia de perto os eventos na Rússia e sua opinião era "extremamente importante".

Yelena foi uma das vozes que condenou com mais dureza a guerra lançada pela Rússia em 1994 contra a Chechênia, que qualificou de "genocídio do povo checheno". Em protesto, renunciou à chefia da comissão de direitos humanos adjunta ao então presidente da Rússia, Boris Yeltsin.

Mais tarde, quando Yeltsin promoveu Vladimir Putin como seu sucessor, Yelena redobrou suas críticas a Yeltsin por permitir que um ex-agente da KGB, a Polícia secreta soviética, liderasse o país.          

veja também