MENU

Voos prejudicados por vulcão do Chile começam a ser retomados

Voos prejudicados por vulcão do Chile começam a ser retomados

Atualizado: Quarta-feira, 8 Junho de 2011 as 1:17

Voos internacionais cancelados pelas nuvens de cinza do vulcão chileno Puyehue começam a ser retomados nesta quarta-feira (8), segundo informações das principais companhias aéreas e a Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária) dos aeroportos internacionais brasileiros.

O Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, tem duas chegadas de Montevidéu e de Buenos Aires, da empresa aérea GOL, canceladas nesta quarta. As partidas não apresentaram nenhum cancelamento até as 11h, informou a Infraero, de um total de 124 previstas. Na terça, foram 24 partidas e nove chegadas canceladas, de voos previstos para Santiago, Buenos Aires, Montevidéu, Assunção e Lima.

Do Aeroporto Internacional Tom Jobim, foram 11 chegadas e 11 partidas canceladas na terça. A Infraero informou que, nesta manhã, apenas uma chegada de Buenos Aires foi cancelada e mais duas partidas, com destino a Montevidéu e Buenos Aires.     No Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre, conforme a Infraero, apenas quatro voos internacionais com destino a Rosário, Córdoba, Buenos Aires e Montevidéu foram cancelados na manhã desta quarta, de um total de 24 chegadas previstas. Quatro voos estavam atrasados. Das 35 partidas programadas, 15 foram canceladas, três delas internacionais, e dois voos estavam atrasados.

Doze partidas de voos domésticos foram canceladas no Aeroporto Salgado Filho, mas a empresa não soube informar o motivo. O aeroporto opera por instrumentos desde esta terça (7).

Durante a manhã, as cinzas do vulcão começaram a se dissipar . Os aeroportos de Buenos Aires já haviam retomado as atividades no final da tarde de terça. O complexo vulcânico Puyehue-Cordón Caulle, no sul do Chile, entrou em erupção no sábado passado. Também nesta terça, as nuvens chegaram à fronteira com o Rio Grande do Sul , mas, segundo o CGNA, não devem prejudicar o Sul do país.

O Centro de Gerenciamento da Navegação Aérea (CGNA), órgão do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (Decea), informou em boletim nesta manhã que constatou a presença de cinzas vulcânicas em cinco aeroportos na região Sul: no Salgado Filho, no Aeroporto Hercílio Luz, em Florianópolis, Aeroporto Lauro Carneiro de Loyola, em Joinville (SC), Aeroporto Ministro Victor Konder, em Navegantes (SC), Aeroporto Cataratas, em Foz do Iguaçu (PR) e Aeroporto Afonso Pena, em Curitiba (PR).

Ainda conforme o CGNA, as cinzas são de baixa intensidade e não devem prejudicar os aeroportos. “O impacto para o tráfego aéreo foi bastante reduzido”, afirmou o gerente nacional do fluxo de tráfego aéreo, major Antonio Marcio Ferreira Crespo. Segundo informações do centro, as nuvens provindas do vulcão começaram a se dissipar no Oceano Atlântico.   Retomada dos voos

A empresa aérea GOL informou nesta quarta que os voos da companhia estão sendo normalizados e que todas as bases estão operantes. A TAM informou que opera normalmente nesta quarta e continua monitorando a situação para garantir a segurança de seus passageiros.

Em nota divulgada na noite de terça, a TAM informou que foram cancelados 39 voos durante todo o dia. Já a empresa aérea GOL cancelou 19 voos que seguiriam para aeroportos afetados pelas cinzas do vulcão. A interrupção dos voos teve por objetivo garantir a segurança dos clientes e da tripulação, segundo as empresas.

Conforme a nota divulgada pela TAM, a previsão é que os voos operassem normalmente nesta quarta nos aeroportos de Buenos Aires, na Argentina, Assunção e Ciudad del Este, no Paraguai, Santiago, no Chile, e Foz do Iguaçu, no Paraná. A empresa informou que deve programar voos extras para transportar os clientes afetados pelos cancelamentos.

Em caso de dúvida, os clientes devem entrar em contato com a Central de Atendimento da TAM antes de se dirigirem ao aeroporto, de acordo com o país de embarque. Os números são os seguintes: Brasil (4002-5700 –capitais - e 0800-570-5700 - demais localidades), Argentina — (0 810 333 3333), Chile (56 2 6767 900) e Uruguai (000 4019 0223).

A GOL pede que clientes com viagens marcadas para voos até o dia 13 de junho, com destino ou origem em cidades atingidas, entrem em contato com a companhia pelo telefone 0300-115-2121, para efetuar a remarcação sem custos ou optar pelo cancelamento com reembolso integral da passagem.        

veja também