MENU

Centrais sindicais pedem redução da jornada de trabalho

Centrais sindicais pedem redução da jornada de trabalho

Atualizado: Quarta-feira, 27 Abril de 2011 as 3:08

Representantes das principais centrais sindicais se reuniram na manhã desta quarta-feira (27) com o presidente da Câmara, Marco Maia (PT-RS), para pedir a votação de projetos que tratam da redução da jornada do trabalho, do fim do fator previdenciário e da regulamentação da terceirização. A principal reivindicação dos sindicalistas é a redução da carga horária máxima semanal de 44 para 40 horas, sem redução salarial

Uma proposta de emenda constitucional (PEC) que trata da redução da jornada de trabalho sem redução salarial já foi aprovada nas Comissões da Câmara e falta ser votada no plenário. O presidente da Força Sindical, o deputado Paulo Pereira da Silva (PDT-SP), que participou do encontro, afirmou que os sindicatos vão pressionar pela aprovação da PEC.

Segundo o secretário-geral da Força Sindical, João Carlos Gonçalves, o Juruna, o presidente da Câmara disse que vai falar com representantes dos empresários e intermediar uma negociação com os sindicatos. Segundo Paulo Pereira da Silva, haverá um novo encontro com Marco Maia para tratar da redução da carga horária.

Os sindicalistas também pediram ao presidente da Câmara uma discussão sobre o fim do fator previdenciário e a regulamentação da terceirização. Segundo Juruna, Marco Maia afirmou que há possibilidade de acordo entre os líderes para a votação desses dois itens. Maia também afirmou, de acordo com Juruna, que será criada uma comissão especial na Câmara para debater a terceirização e o fim do fator previdenciário.

veja também