MENU

Ex-soldados da Aeronáutica ameaçam queimar bandeira do Brasil

Ex-soldados da Aeronáutica ameaçam queimar bandeira do Brasil

Atualizado: Quarta-feira, 27 Abril de 2011 as 2:11

Três homens que se identificaram como ex-soldados da Aeronáutica subiram no mastro da bandeira do Brasil, na Praça dos Três Poderes, em Brasília, na manhã desta quarta-feira, para exigir sua readmissão. Eles participavam de um protesto conduzido pela Anece (Associação dos ex-Soldados Especializados da Aeronáutica) que, desde segunda-feira, 25, reinvidica o retorno de 13 mil soldados aos seus cargos.

Os manifestantes exibiram uma faixa em que afirmavam ter três litros de gasolina para atear fogo à bandeira. Policiais e bombeiros foram chamados ao local por causa da ameaça.

Ontem, a outra estratégia dos participantes da manifestação --um insistente buzinaço com vuvuzelas e fogos de artifício-- chegou a atrapalhar a primeira reunião do CDES (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social). O barulho, que abafou o discurso do ministro Guido Mantega (Fazenda), irritou a presidente Dilma Roussef e fez com que ela pedisse a interrupção do protesto.

BANDEIRA

No último dia 13, Paulo Sérgio Ferreira, 38 anos, subiu no mastro de 110 metros e pôs fogo em parte da bandeira. Ainda não se sabe extamente contra o quê protestava, já que suas declarações ao descer pareceram bastante confusas: disse que se "sentia perseguido". Na ocasião, o manifestante subiu com dois galões de combustível.

veja também