MENU

Kate Middleton veste modelo da grife Alexander McQueen

Kate Middleton veste modelo da grife Alexander McQueen

Atualizado: Sexta-feira, 29 Abril de 2011 as 7:32

Após meses de especulação, chegou ao fim o mistério cuja resposta permaneceu guardada a sete chaves pelos organizadores do casamento real britânico: o estilo e o estilista do vestido escolhido por Kate Middleton para seu grande dia.

O vestido longo, branco, de mangas rendadas, que deixa entrever os ombros de Kate, tem 2,11 metros de cauda. Sob o véu, a noiva usa uma tiara de diamantes - emprestada pela rainha - e dois delicados brincos de brilhantes.

A peça foi desenhada por Sarah Burton, diretora de criação da grife fundada por Alexander McQueen, um ícone da moda britânica falecido no ano passado.

A escolha de um McQueen suscita paralelos com a história de Kate, plebeia agora trazida à realeza por ocasião desta cerimônia.

O próprio estilista foi uma figura 'emergente' na sociedade britânica, criado no bairro nada glamouroso de Stratford, no leste de Londres, filho de um taxista e de uma professora de ciências sociais.

No vestido criado por ele, a filha de Carole e Michael Middleton será alçada a Duquesa de Cambridge.

O anúncio de que William e Kate se convertem a partir de agora em Duque e Duquesa veio do gabinete da própria rainha Elizabete 2ª, nesta sexta-feira.

Especulações

No fim da tarde de quinta-feira, a poucas horas da cerimônia, a onda de especulações sobre quem seria o estilista do vestido real foi alimentada depois que uma 'mulher misteriosa' foi flagrada pelas câmeras de cinegrafistas e fotógrafos saindo de um carro e entrando furtivamente no hotel Goring, no bairro de Belgravia, onde a noiva e sua família passaram a noite da véspera.

A mulher, que levava um objeto sob o casaco, usava um gorro de pele que especialistas em moda identificaram como sendo uma peça da grife McQueen. O fato reforçou as suspeitas de que se tratava de Burton.

Estima-se que 2 bilhões de espectadores em todo o mundo tenham os olhos postos no vestido e o elemento surpresa para tão importante ocasião é tão crucial que, em 1981, os estilistas do vestido de Diana Spencer criaram uma segunda peça caso a primeira fosse revelada antes do tempo.

Diana caminhou para o altar usando um grande e fofo vestido no melhor estilo 'merengue', de seda e largas mangas, assinado por David e Elizabeth Emanuel.

O casal de estilistas havia acabado de sair da faculdade de moda quando recebeu a encomenda que mudaria a sua vida. A transformação que começou assim que a imprensa ficou sabendo que eles haviam recebido o pedido.

Segundo a estilista, os jornalistas vasculhavam as suas latas de lixo, diziam que seriam demitidos se não obtivessem informações, alugaram um escritório em frente ao ateliê deles e até tentaram subornar a sua equipe.

Milhares de pessoas se concentraram na frente da abadia de Westminster para estar entre as primeiras descobrir, ao vivo e com os próprios olhos, a resposta de tão bem guardado segredo.

Para driblar a imprensa e despistar os rumores, a estratégia tem sido criativa.

O ex-editor do tabloide 'Daily Mirror' James Whitaker, por exemplo, disse suspeitar que fontes do próprio Palácio tenham se encarregado de distribuir propositadamente fotografias dos Middleton em frente à loja de Oldfield, para enganar os jornalistas.

Variedade

A imprensa já vinha dando como certo que recairia sobre um britânico a tarefa de desenhar a peça da cerimônia principal, na abadia de Westminster.

Entretanto, Kate usará três vestidos nesta sexta-feira: além do de noiva, uma segunda peça para a recepção e para o tão aguardado beijo na sacada do Palácio de Buckingham, e um terceiro para a festa noturna.

Entre outros 'cotados' para fornecer essas vestimentas estão outros estilistas britânicos emergentes, como Sophie Cranston, Alice Temperley e Bruce Oldfield.

Especula-se que um dos vestidos usados por Kate poderiam ser da brasileira Daniella Helayel, que desenhou a peça usada pela noiva no anúncio do noivado.

A marca de Helayel, Issa, está entre as favoritas de Middleton.  

veja também