Dilma lança Programa Nacional de Acesso à Escola Técnica na quinta

Dilma lança Programa Nacional de Acesso à Escola Técnica na quinta

Atualizado: Quarta-feira, 27 Abril de 2011 as 2:55

A presidente Dilma Rousseff vai lançar na quinta-feira (28), às 16h, o Programa Nacional de Acesso à Escola Técnica (Pronatec). O programa prevê bolsas de estudo e financiamento estudantil para cursos técnicos profissionalizantes. Para comparecer ao lançamento, Dilma cancelou a viagem que faria ao Rio de Janeiro, onde participaria do Fórum Econômico Mundial para América Latina.

Nesta quarta (27), a presidente passa a tarde em reuniões com o ministro da Educação, Fernando Haddad, para acertar os últimos detalhes do primeiro projeto educacional do novo governo.

O Pronatec é uma resposta de Dilma às críticas de que os beneficiários do programa Bolsa Família, que prevê auxílio mensal a famílias de baixa renda, não adquirem condições de sustento sem a ajuda financeira do governo federal. A proposta do novo programa é capacitar jovens do ensino médio, trabalhadores que fizeram uso do seguro desemprego por mais de uma vez, e integrantes das famílias cadastradas no Bolsa Família.

De acordo com o Ministério da Educação, a meta é formar mais de 3 milhões de profissionais até 2014. Uma das medidas do Pronatec será estender o Financiamento Estudantil (Fies) para alunos que fazem cursos técnicos profissionalizantes. O Fies atualmente prevê empréstimos a juros baixos liberados pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES) a alunos de baixa renda que desejam cursar uma faculdade.

Ainda segundo o MEC, empresas interessadas em capacitar seus trabalhadores também poderão se inscrever no Pronatec. O Fies poderá ser contratado por empresários que queiram oferecer cursos de capacitação profissional aos funcionários já inseridos no mercado de trabalho. Eles poderão pagar o financiamento com uma taxa de juros mais baixa.

"É um programa muito abrangente, muito forte, que, certamente, dialogará com a demanda importante da juventude que é de valorização do ensino médio", afirmou Haddad, em março.

Por: Nathalia Passarinho

veja também