Bebês que ficam chorando até dormir elevam nível de estresse

Bebês que ficam chorando até dormir elevam nível de estresse

Atualizado: Sexta-feira, 25 Maio de 2012 as 8:55

A dúvida fica na cabeça dos pais, deixar o bebê chorando até pegar no sono ou não? Há quem ache isso uma verdadeira maldade.

Foi realizada uma pesquisa na University do Norte do Texas, nos Estados Unidos, que colocou mais “lenha” na discussão. Sua conclusão foi de que os níveis do hormônio do estresse, o cortisol, permanecem altos mesmo dias depois de os bebês deixados sós à noite pararem de reclamar. Os dados são do jornal Daily Mail.

Foram avaliadas crianças entre 4 e 10 meses. Elas foram deixadas no berço sozinhas e as mães ficaram em um quarto próximo onde podiam ouvir o choro, mas não eram autorizadas a consolar. 

Foram medidas na primeira e terceira noites as taxas de cortisol das mulheres e filhos.

Leia também:

Crianças nascidas por cesárea têm mais chances de obesidade

Entenda melhor o que é Sonambulismo

No terceiro dia a taxa dos bebês estava mais elevada mas eles já se queixavam menos. As mães voluntárias, por sua vez, apresentaram queda, sugerindo que relaxaram com a ausência ou diminuição do choro. “Embora as crianças não tenham apresentado sugestões comportamentais de que estavam experimentando dificuldades na transição para dormir, continuaram a experimentar altos níveis fisiológicos de angústia”, disse a pesquisadora Wendy Middlemiss.

O estudo foi breve, então, não é possível afirmar que o cortisol produzido pelos bebês não caia depois de um tempo. Outro dado importante à acrescentar é que outras avaliações constataram que excesso do hormônio pode prejudicar o desenvolvimento do cérebro, especialmente o de crianças pequenas.

 

 

 

Com informações de Terra

veja também