Depressão na gravidez é causada por alteração hormonal

Depressão na gravidez

Atualizado: Quinta-feira, 14 Junho de 2012 as 8:39

Durante a gravidez, as mulheres sofrem com grandes alterações hormonais, porém se essas alterações forem maiores do que o normal podem desencadear até a depressão. As fases de maior incidência do problema seriam durante a gestação e o pós-gravidez.

Há uma linha tênue que separa as alterações hormonais que fazem parte do período de gravidez da depressão.

Saiba identificar a doença, confira alguns sinais dela:

- persistência de ansiedade;

- alteração de sono;

- falta de concentração;

- extrema fadiga;

- tristeza profunda;

- falta de apetite ou vontade constante de comer; e

- sensação de que nada é divertido ou gratificante. 

Leia também:

Dormir mais pode ajudar a perder peso

Morar sozinho pode aumentar chances de depressão em até 80%

As atividades físicas que aquecem no inverno

Mulheres que já tiveram histórico de depressão, problemas com álcool, cigarro e outras drogas seriam mais propensas a devenvolver a doença novamente no período de gestação.

Para tratar

Durante a gravidez, qualquer tratamento com remédios deve ser extremamente cauteloso, pois tudo que a mãe ingere, o bebê recebe por tabela. A ginecologista Karina explica que em alguns casos o uso de antidepressivos pode ser necessário na fase gestacional. 

"Tendo em mente os efeitos danosos que os transtornos de ansiedade e depressão não tratados causam à mãe e ao feto, a decisão para esse tipo de tratamento deve ser bem ponderada pelo médico que acompanha a paciente", indica. 

Outras opções para tratar o problema seriam:

- acupuntura;

- massagem;

- prática de exercícios físicos (ser for liberada pelo médico);

- terapia; e

- uma boa dieta.

Dessa maneira é possível amenizar o problema.

 

 

 

 

Com informações de Terra

 

 

 

veja também