Evite e combata a sinusite

Evite e combata a sinusite

Atualizado: Terça-feira, 3 Julho de 2012 as 9:30

A sinusite é uma doença que afeta a região da face e deixa a pessoa bem transtornada devido ao desconforto, chegando a atrapalhar suas tarefas diárias.

Alguns de seus sintomas são:

- dores de cabeça;

- congestão nasal; e

- sensação de pressão no rosto.

De acordo com o otorrinolaringologista Marco Jorge dos Santos - diretor da Associação Brasileira de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cérvico-Facial (ABORL-CCF), "A sinusite nada mais é do que a inflamação dos seios nasais, cavidades que ficam dos dois lados do nariz".

15 e 20% da população mundial são vítimas da doença, de acordo com o especialista.

Algumas das causas são:

- resfriado mal tratado;

- processos alérgicos; e

- deformidades anatômicas do nariz, como desvio de septo.

Leia também:

Alimentos que envelhecem a pele

Perca peso, confira o que é mito

Exercícios ao ar livre fazem bem à saúde

Uma das soluções ao problema pode ser a cirurgia, porém outros métodos podem ajudar a amenizar a doença, veja:

Inalar vapor (Inalação) - ela promove a limpeza das vias aérease o hábito fluidifica o catarro acumulado, facilitando a sua eliminação.

Longe do cigarro - a fumaça dificulta a limpeza e favorece a concentração de secreções, o que pode levar à sinusite, o mesmo vale em relação à poluição que é tão prejudicial quanto.

Bebendo água - beber água ajuda a fluidificar todas as secreções do corpo e, por isso, é uma medida essencial para quem deseja combater a sinusite.

Lavagem nasal - o ideal é o uso do soro fisiológico na versão spray para evitar que vírus ou bactérias contaminem o interior do produto, o que pode acontecer com o uso da versão tradicional.

"A lavagem deve ser feita no mínimo três vezes por dia ou sempre que o paciente sentir dificuldade de eliminar secreções nasais", indica o médico.

Nada de pó -  eliminar os alérgenos é essencial pois basta entrar em contato com pó, pelo etc e já começam os espirros, a coceira nos olhos e o inchaço das estruturas nasais. 

Se aqueça no frio - O nariz é responsável por aquecer, umedecer e filtrar o ar. A respiração costuma ficar um pouco mais difícil em temperaturas baixas, já que é necessário reter o ar por mais tempo na cavidade nasal para que seja aquecido antes de chegar aos pulmões. "O problema é que a mudança brusca de um ambiente quente para um ambiente frio pode paralisar - ainda que temporariamente - o funcionamento do batimento ciliar, que faz esse trabalho de aquecimento", alerta o otorrinolaringologista Reginaldo. Com essa função suspensa, há um risco maior de acúmulo de secreções que podem levar à sinusite. Por isso, antes de sair à rua, proteja boca e nariz com um lenço ou um cachecol, evitando a entrada direta de ar gelado.

Nada de ar condicionado - "Ele retira a umidade do ar, deixa o ambiente frio e ainda pode favorecer a concentração de poluentes se não for submetido à limpeza regular", diz o especialista Marco. O ideal é sempre que possível deixar o aparelho desligado.

 

 

 

 

Com informações de Minha Vida

 

 

veja também