MENU

Israel

Putin exige que Rússia assuma controle de terreno de igreja em Jerusalém

O complexo é parte da Igreja Ortodoxa e foi prometido à Rússia pelo governo anterior de Israel.

Fonte: Guiame, com informações do Jerusalem PostAtualizado: terça-feira, 19 de abril de 2022 12:21
Presidente russo Vladimir Putin. (Foto: Mikhail Klimentyev/Wikimedia Commons)
Presidente russo Vladimir Putin. (Foto: Mikhail Klimentyev/Wikimedia Commons)

O presidente russo, Vladimir Putin, exigiu na noite de domingo (17) em uma carta ao primeiro-ministro israelense, Naftali Bennett, que a Igreja Alexander Nevsky, na Cidade Velha de Jerusalém, seja imediatamente transferida para as mãos russas.

Como parte da Igreja Ortodoxa Russa, a Igreja Alexander Nevsky, também conhecida como Catedral da Santíssima Trindade, está localizada dentro do complexo russo — uma região no bairro cristão de Jerusalém, chamada também de complexo de Alexandre.

A exigência de Putin surge em cobrança à promessa feita pelo ex-primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu.

A transferência do terreno da igreja pode causar problemas diplomáticos para Israel, em um momento em que o Ocidente está aplicando sanções contra a Rússia pela invasão da Ucrânia.

Um dia antes de Putin enviar sua carta, o ministro das Relações Exteriores em Moscou criticou o ministro das Relações Exteriores em Israel, Yair Lapid, por acusar a Rússia de crimes de guerra na Ucrânia.

O diplomata russo alegou que Israel estaria usando a Ucrânia para encobrir seu próprio conflito com os palestinos e também convocou o embaixador israelense, Alexander Ben Zvi, para uma “repreensão” no domingo, informa o site Jerusalem Post.

O ex-primeiro-ministro Benjamin Netanyahu prometeu a Putin que a Rússia poderia assumir a propriedade em 2020. O esforço visava ajudar a libertar Naama Issachar, uma mulher israelense detida em uma prisão russa por acusações de contrabando de drogas. 

Em dezembro de 2019, Israel transferiu o pátio de Alexandre para a Sociedade Palestina Imperial Ortodoxa Russa e, no mês seguinte, Putin assinou o perdão de Issachar.


Igreja Ortodoxa Russa na Cidade Velha de Jerusalém. (Foto: Wikimedia Commons)

Transferência foi interrompida

O complexo fazia parte de uma disputa entre organizações da Igreja Ortodoxa. Em março de 2022, no entanto, o  juiz do Tribunal Distrital de Jerusalém, Mordechai Kaduri, cancelou a transferência da propriedade para o governo russo.

O governo israelense argumentou que a Federação Russa é sucessora do governo imperial russo, que foi registrado como proprietário durante o domínio otomano.

A Sociedade Palestina Ortodoxa da Terra Santa, proprietária do local até sua transferência ao atual governo russo, iniciou uma ação judicial, argumentando que a transferência da propriedade era política. 

Kaduri disse que o primeiro-ministro, Naftali Bennett, teria que tomar uma decisão, porque é um assunto diplomático.

O ex-primeiro-ministro russo, Sergei Stepashin, presidente da Sociedade Imperial Ortodoxa Palestina, disse durante uma visita a Israel nos últimos dias que a Rússia está “lutando pelo retorno do complexo, mas é muito difícil”.

Stepashin acusou Israel de “jogar dos dois lados” e “jogar pingue-pongue” sobre o assunto.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições