Autoridades líbias exumam corpos de 34 cristãos etíopes decapitados pelo Estado Islâmico

Após 3 anos, corpos foram localizados em vala comum e poderão ser enterrados dignamente por suas famílias.

fonte: Guiame, com informações do Christian Today

Atualizado: Quinta-feira, 27 Dezembro de 2018 as 3:28

Militantes do Estado Islâmico com seus prisioneiros cristãos etíopes ao longo de uma praia na Líbia antes de suas execuções por decapitação. (Foto: Reprodução/YouTube)
Militantes do Estado Islâmico com seus prisioneiros cristãos etíopes ao longo de uma praia na Líbia antes de suas execuções por decapitação. (Foto: Reprodução/YouTube)

Um vídeo divulgado por mídia social chocou o mundo em 2015. As imagens mostravam dezenas de cristãos sendo decapitados por militantes do grupo extremista Estado Islâmico (EI) em uma praia na Líbia. Autoridades líbias informaram que 34 corpos cristãos etíopes foram encontrados e exumados de uma vala comum, nesta segunda-feira (24). 

De acordo com a notícia veiculada pelo Christian Today, o túmulo foi desenterrado no domingo, depois que informações foram obtidas durante investigações de membros do EI presos. A divulgação foi feita pelo Departamento de Investigações Criminais (CID) do Ministério do Interior em sua página no Facebook. 

Os extremistas, que gostam de usar as mídias sociais para divulgar seus assassinatos e espalhar o terror, acusavam os cristãos de assassinar muçulmanos. O vídeo que rodou o mundo mostra 15 homens vestidos com macacões laranja em fila para serem decapitados e outro grupo com a mesma quantidade de cristãos, que foi fuzilado

Ambos os grupos de homens são identificados pelos extremistas no vídeo como “adoradores da cruz pertencentes à igreja etíope hostil”. 

Encontrados 

O Departamento de Investigações Criminais da Líbia usou drones para fazer imagens da vala comum, que parecia estar em uma fazenda perto da cidade costeira de Sirte. Cidade natal do ex-líder da Líbia, Muammar Kadafi, o EI tomou seu controle em 2015. No final do ano seguinte, a cidade foi retomada por forças locais apoiadas pelos ataques aéreos dos EUA. 

Os corpos serão repatriados para a Etiópia assim que os procedimentos legais do país e os internacionais forem concluídos, disse a autoridade líbia. 

Também em 2015, 21 cristãos coptas egípcios foram executados pelo EI na Líbia. Seus corpos foram repatriados para sua província natal de Minya e são considerados mártires

veja também