Casal cristão cria ministério para apoiar mães solteiras nos EUA

O Blue Haven Ranch oferece assistência financeira, alimentação e aconselhamento cristão para mães em vulnerabilidade.

Fonte: Guiame, com informações da CBN NewsAtualizado: sexta-feira, 4 de fevereiro de 2022 13:39
O Blue Haven Ranch oferece uma rede de apoio para mães em vulnerabilidade. (Foto: Facebook/Blue Haven Ranch).
O Blue Haven Ranch oferece uma rede de apoio para mães em vulnerabilidade. (Foto: Facebook/Blue Haven Ranch).

O casal cristão Aubrey e Bryan Schlackman, nos Estados Unidos, criou uma rede de apoio para mães solteiras em vulnerabilidade social. O ministério Blue Haven Ranch em Argyle, no Texas, está ajudando mulheres grávidas a superarem traumas e a escreverem um novo recomeço.

"Essas mães solteiras, que através de uma enorme variedade de circunstâncias são mães solteiras novamente ou talvez tenham sido mães solteiras o tempo todo, encontram-se grávidas em diferentes situações que podem ser divórcio, abuso, abandono de longo prazo e relacionamentos de curto prazo", afirmou Aubrey à CBN News. 

O Blue Haven Ranch oferece assistência financeira, alimentação, aconselhamento cristão e discipulado para mães solteiras. O propósito principal do ministério é construir um rancho com chalés individuais para as beneficiadas. 

Porém, percebendo que as mães não poderiam esperar até a construção do rancho, o casal cristão decidiu iniciar o trabalho sem a estrutura. 

“Sabíamos que poderíamos levar mães que já estão em moradias atuais, e elas estavam em uma situação segura e depois trazê-las para nosso estudo bíblico e uma estrutura de grupo de apoio em nossa casa. Todos nós cozinhamos as refeições juntos e as mandamos para casa com as refeições”, explicou Aubrey.


O casal cristão Aubrey e Bryan Schlackman criou o Blue Haven Ranch. (Foto: Facebook/Blue Haven Ranch).

Atualmente, a rede auxilia cinco mulheres. “Basicamente, nós as hospedamos em casas de aluguel e complexos de apartamentos, e pagamos pelo aluguel e pelos serviços públicos associados a esse aluguel”, contou a fundadora. 

Uma das beneficiadas é Beth, uma trabalhadora e mãe solteira de 2 filhos, que engravidou no auge da pandemia da Covid-19. Segundo ela, a rede de apoio tem sido uma bênção e um socorro para sua família.

"Sem o Blue Haven Ranch, as montanhas da vida teriam sido muito mais difíceis de escalar. Mas agora elas são apenas pequenas colinas que eu posso superar. Desde então, Madallyn nasceu. Ela é uma menina linda e perfeita, e sem a ajuda do Blue Haven Ranch e das doces senhoras de lá, não teríamos tudo o que precisamos. O ministério foi realmente uma dádiva de Deus”, disse Beth.

E concluiu: “Eu me sinto mais poderosa, especialmente quando eles oram por mim. Eu realmente amo essa parte. Posso todas as coisas em Cristo”.

Para Aubrey, tem sido gratificante ver os impactos positivos na vida das mães solteiras. “Algumas de nossas mães, que saíram de algumas circunstâncias bastante desesperadoras e até situações abusivas, agora se sentem seguras e seus filhos estão seguros. Elas se sentem amadas e acolhidas, mesmo com o fato de que algumas delas não são crentes”, celebrou.


O Blue Haven Ranch oferece uma rede de apoio para mães em vulnerabilidade. (Foto: Facebook/Blue Haven Ranch).

A cristã relatou que Deus lhe deu a ideia de criar o rancho há 2 anos, em resposta a um desejo que ela e o esposo oravam. “Estivemos envolvidos em diferentes ministérios, mas também temos um grande coração por mães grávidas solteiras há muito tempo. É isso que somos chamados a fazer como seguidores de Cristo: amar a Deus, amar os outros e fazer discípulos", afirmou. 

Agora, o ministério está promovendo uma campanha de arrecadação de fundos para construir o rancho com os chalés para as mães solteiras.

Rede de apoio como combate ao aborto

Redes de apoio, como a do Blue Haven Ranch, têm sido vistas como um modelo de como as igrejas podem ajudar mulheres grávidas, com o propósito de evitar a prática do aborto. 

Aubrey acredita que com a nova lei do Texas, que proíbe o aborto quando o batimento cardíaco é detectado, e a possível proibição do aborto nos EUA se a lei Roe v. Wade for revogada, a necessidade de atender as mães aumentará. 

"Sentimos que o momento é tão importante para o que estamos fazendo agora. Porque sendo capazes de oferecer a essas mães essa rede de segurança, as capacita para serem mães melhores assim que saírem do programa e mais bem equipadas", avaliou.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições