Alcoólatra joga bebida fora após ser evangelizado em frente a clínica de aborto

Com insuficiência cardíaca devido à bebida, Eugene foi abordado na rua por cristão que ministra a mulheres antes de praticarem aborto.

fonte: Guiame, com informações do Faithwire

Atualizado: Segunda-feira, 11 Novembro de 2019 as 11:09

Eugene joga bebida fora após ser ministrado sobre Jesus. (Foto: Reprodução/ Bryan Schrank)
Eugene joga bebida fora após ser ministrado sobre Jesus. (Foto: Reprodução/ Bryan Schrank)

Bryan Schrank e sua filha de 14 anos estavam ministrando fora de uma clínica de aborto em Indianápolis, nos EUA, quando encontraram um homem que não precisava deixar de entrar na clínica, mas precisava ser resgatado do alcoolismo que estava afetando sua saúde.

Schrank é o diretor executivo do ministério “Rescue the Preborn” (Resgate o pré-nascido), criado para “ajudar a equipar e coordenar os cristãos a ministrar nessas clínicas de aborto no estado de Indiana”.

"Em Indiana, as mulheres precisam ter um compromisso inicial de ‘consulta’ e esperar 18 horas até poderem matar seus filhos", explicou Schrank. "Então, todas as mulheres que entraram neste dia saíram com o filho ainda vivo."

Enquanto orava do lado de fora da clínica, Schrank e sua filha encontraram Eugene, um homem de 50 anos com insuficiência cardíaca congestiva. Foi um encontro casual que ele descreveria mais tarde como um "compromisso divino".

Eugene compartilhou com Schrank que sua insuficiência cardíaca se devia ao seu vício em álcool.

"Seu coração está trabalhando em 13% e ele acabou de sair do hospital", escreveu Schrank. "Ele admitiu que sua escravidão é álcool e está matando-o. Literalmente."

Sentindo-se emocionado, Schrank compartilhou o Evangelho com Eugene e deu-lhe um folheto do Evangelho.

"Ele admitiu que este era um compromisso divino", compartilhou Schrank. "Ele começou a sair e logo antes de sair, eu disse que ele precisava derramar o álcool que ele tinha com ele."

Schrank implorou a Eugene que bebesse seu álcool e ele "acabou obedecendo à convicção do Espírito Santo e derramou por conta própria!"

"Eu o abracei, acreditando que Deus o libertaria em Cristo e trocamos números de telefone!", conta Schrank.

Schrank acrescentou no Facebook que, após a troca, ele abraçou Eugene e trocou números de telefone com ele, esperando manter contato.

“Ore!”, encoraja Schrank. “Os compromissos divinos acontecem quando você sai às ruas com o evangelho.”

Em uma atualização compartilhada por Schrank em seu blog, ele disse aos leitores que Eugene estava fazendo progressos.

"Eu tenho enviado mensagens de um lado para o outro na semana passada, até o telefonei algumas vezes para orar com ele", escreveu.

“Ele participou de uma igreja local no domingo passado e percebe sua necessidade de se conectar ao corpo de Cristo! Ele tomou alguns goles de álcool na semana passada, mas não bebeu muito, porque disse que foi condenado por isso! Mantenha esse homem em suas orações!”, disse Schrank, que ministra ativamente na área de Indianápolis desde 2015.

veja também