Em meio à pandemia, venda de Bíblias dispara no Reino Unido

LifeWay Christian Resources afirmou ter experimentado um aumento de 62% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado.

fonte: Guiame, com informações do Premier

Atualizado: Quarta-feira, 29 Abril de 2020 as 2:07

Bíblias editadas pela Cambridge. (Foto: Reprodução/Cambridge University Press)
Bíblias editadas pela Cambridge. (Foto: Reprodução/Cambridge University Press)

Novos números de vendas indicam que a Bíblia teve um aumento expressivo nas vendas, à medida que os leitores buscam esperança em meio à atual pandemia de coronavírus.

A Nielsen BookScan, fornecedora de dados de vendas de livros, disse que a venda de textos bíblicos e litúrgicos subiram rapidamente nas últimas semanas, observando que o claro aumento nas compras era um "padrão incomum em comparação com o mesmo período nos últimos anos".

Nielsen acrescentou que o fechamento de igrejas provavelmente é um fator, antes de acrescentar que "talvez as pessoas estejam se voltando para as Escrituras em busca de conforto nesses tempos anormais e melancólicos ou talvez as pessoas estejam curiosas para saber se o coronavírus está profetizado em Apocalipse."

Tomás Kenny, proprietário de uma grande livraria independente na cidade de Galway, na Irlanda, disse ao Times que seus números de vendas eram "totalmente diferentes do normal".

“Temos visto um grande aumento nos títulos religiosos e de espiritualidade, particularmente na Bíblia”, acrescentou o dono da Kennys.

Em contraste com as Bíblia, ele diz que os livros de “ficção, educação, livros de culinária e os grandes clássicos da literatura, que as pessoas sempre buscavam, estão vendendo em total desproporção ao normal".

Esperança

No início deste mês, a editora americana LifeWay Christian Resources afirmou ter experimentado um aumento de 62% nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado.

"Acreditamos que isso não é acidente, pois as pessoas costumam ir à Bíblia como fonte de esperança em tempos de crise e incerteza", disse Ben Mandrell, CEO da LifeWay.

"As pessoas extraem esperança das Escrituras, porque nela veem um Deus que está conosco durante nosso sofrimento", analisa.

"A Bíblia, como palavras de Deus para nós, é um lembrete de que Ele não nos deixa passar por momentos difíceis sozinhos", acrescentou Mandrell.

A editora Tyndale também está vendo um aumento nas vendas do BIble.

Jim Jewell, diretor de comunicações da Tyndale House Publishers, disse que "não é surpreendente que as pessoas se voltem para o conforto e a clareza da Bíblia em tempos de problemas e incertezas”.

"Temos visto isso na Tyndale House durante o último mês, com fortes vendas da Bíblia e engajamento em nossas plataformas de mídia social", informou.

veja também