'Bons cristãos' não apoiam aborto ou casamento gay, segundo maioria dos americanos

A maioria dos americanos não acreditam que uma pessoa pode ser um "bom cristão" e apoiar o aborto ou o casamento de pessoas do mesmo sexo, de acordo com os resultados de uma pesquisa “YouGov”.

Fonte: Guiame, com informações do Christian PostAtualizado: sexta-feira, 8 de abril de 2016 16:52
O espaço amostral do estudo é composto por mil entrevistados. (Foto: Reprodução/TCP).
O espaço amostral do estudo é composto por mil entrevistados. (Foto: Reprodução/TCP).

Em uma pesquisa conduzida no início deste mês pela YouGov, apenas 33% dos entrevistados acreditam que uma pessoa pode ser um bom cristão e apoiar o aborto. A pesquisa também revelou que apenas 38% acreditavam que alguém pode ser um bom cristão e apoiar o casamento gay. O espaço amostral do estudo é composto por mil entrevistados, que eram cidadãos norte-americanos com idades entre 18 anos ou mais e entrevistados on-line entre os dias 1 e 3 de abril.

Peter Moore da YouGov escreveu na última terça-feira (5) que os resultados do estudo mostraram "atitudes em relação ao que é e não é um bom cristão e que elas variam muito de acordo com o tema, mas menos de acordo com a denominação".

"A maioria dos cristãos norte-americanos acha que é possível ser um bom cristão e beber enquanto se está casado com um não-cristão, mas poucos pensam que você pode ser um bom cristão e apoiar o aborto legal", escreveu Moore. Além de classificar os entrevistados com base na filiação política, raça e sexo, os pesquisadores também apontaram diferenças de religião, especialmente entre os entrevistados católicos e protestantes.

"Os católicos tendem a ser mais tolerantes do que os protestantes. 67% dos católicos dizem que você pode ser um bom cristão e casar com um não-cristão, em comparação com 56% dos protestantes", continuou Moore.

"37% dos católicos também diz que pode é possível ser um bom cristão e também estar em um relacionamento com uma pessoa do mesmo sexo, em comparação com 27% dos protestantes. 29% são mais tolerantes a apoiar o aborto legal que os católicos (20%), no entanto".

Quando perguntado sobre se se poderia ser um bom cristão e apoiar o casamento gay, 38% dos entrevistados disseram "sim", 39% cento disseram "não", e 23% disse que "não tenho certeza".

Quando perguntado sobre o apoio ao aborto legal e ser um bom cristão, 33% dos entrevistados disseram "sim", 41% disseram "não", e 26% disseram que estavam "inseguros".
A filiação partidária desempenhou uma grande diferença nos resultados. Por exemplo, enquanto 49% dos democratas disseram que alguém pode ser um bom cristão e apoiar o aborto legal, apenas 16% dos republicanos disseram o mesmo.

Quando perguntado se é possível ser um bom cristão e apoiar o casamento gay, 53% dos inquiridos democratas disse "sim", enquanto apenas 18% dos inquiridos republicanos responderam o mesmo.

Independentes políticos caíram a meio caminho entre democratas e republicanos entrevistados, com uma minoria de independentes dizendo que um pode ser um bom cristão e apoiar o casamento gay (36%) ou aborto legal (29%).

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições