Número de pessoas que frequentam a igreja na Escócia é o menor já registrado

Os resultados também mostram que mais da metade das pessoas na Escócia não são religiosas. O grupo de pessoas incrédulas cresceu de 40% em 1999 para 52% hoje.

Fonte: Guiame, com informações de Christian TodayAtualizado: segunda-feira, 4 de abril de 2016 19:21
Cada vez mais pessoas religiosas na Escócia deixam de frequentar a igreja. (Foto: Reprodução)
Cada vez mais pessoas religiosas na Escócia deixam de frequentar a igreja. (Foto: Reprodução)

Cada vez mais pessoas religiosas na Escócia deixam de frequentar a igreja, de acordo com uma pesquisa publicada pelo instituto ScotCen Social Research nesta segunda-feira (4).

O número de pessoas que frequentam igrejas foi registrado no nível mais baixo na Escócia desde que a pesquisa começou a ser aplicada, em 1999. A proporção de pessoas que se identificam como religiosas, mas não frequentam a igreja, aumentou de 49% em 1999 para 66% em 2016.

Os resultados também mostram que mais da metade das pessoas na Escócia não são religiosas. O grupo de pessoas incrédulas cresceu de 40% em 1999 para 52% hoje.

Maior parte da queda aconteceu na Igreja Nacional Presbiteriana da Escócia. Os números entre católicos e cristãos de outras linhas teológicas tem se mantido estável.

"Os resultados de hoje mostram que o compromisso escocês à religião, tanto em termos afirmar o pertencimento ou ter frequência aos cultos religiosos, está em declínio”, disse Ian Montagu, da ScotCen.

"No entanto, esta mudança não parece estar afetando todas as religiões igualmente. Enquanto a filiação com a Igreja da Escócia está em declínio, os níveis de identificação com outras religiões permanecem relativamente inalterados", acrescentou o pesquisador.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições