Bruna Karla é acusada de "homofóbica" por defender comportamentos bíblicos

As críticas à cantora foram feitas na internet por artistas e celebridades, que condenaram as declarações feitas no podcast de Karina Bacchi.

Fonte: Guiame, com informações do G1Atualizado: sexta-feira, 17 de junho de 2022 12:13
Bruna Karla no Positivamente Podcast. (Captura de tela YouTube Positivamente Podcast)
Bruna Karla no Positivamente Podcast. (Captura de tela YouTube Positivamente Podcast)

Após divulgação das opiniões de Bruna Karla sobre casamento entre pessoas do mesmo sexo, a cantora tem sido criticada e acusada de ‘homofóbica’.

As declarações, feitas no Positivamente Podcast, apresentado por Karina Bacchi, foram em dezembro de 2021, mas só agora estão repercutindo. Na entrevista, Bruna Karla fala que não cantaria em ‘igrejas inclusivas’ por não seguirem os princípios bíblicos.

“Não vou compactuar com algo que está completamente fora dos princípios. O que o Senhor tem para cada um de nós é uma vida transformada”, afirmou.

A posição sobre temas relacionados ao universo gay, como casamento entre pessoas do mesmo sexo, foram consideradas ofensivas por artistas e celebridades, como Ludmila e o ex-BBB Gil do Vigor.

Entre os comentários feitos pela cantora gospel, que receberam críticas, está um diálogo que ela teve com um amigo gay sobre ir ao casamento dele.

"Teve um amigo que me perguntou: 'Bruna, quando eu me casar, você vai no meu casamento?' e eu olhei para ele, fui bem sincera e disse: 'Ah, quando você se casar com uma mulher linda e cheia do poder de Deus, eu vou, sim'".

"E ele falou assim: 'Você sabe que não é isso que eu tô perguntando'. Estou falando de um amigo, homossexual, que a gente tem essa liberdade. E eu falei que o dia que eu aceitar cantar no seu casamento com outro homem, eu posso parar de cantar sobre a Bíblia e sobre Jesus."

Ainda na entrevista do fim do ano passado, Bruna comentou.

"Aos meus amigos, meus ouvintes homossexuais, o que Deus tem pra sua vida é libertação, algo que ele sonhou pra você. Então receba todo o meu amor, meu respeito, porque Jesus não sonhou isso pra você".

Bruna não se intimidou em dizer que esse é um "caminho de morte de eterna", "inferno" e "condenação eterna".

As críticas à cantora foram feitas na internet nesta quinta-feira (16). O ex-BBB Gil do Vigor citou a Bíblia para contradizer as opiniões da cantora:

"De fato, quando Jesus aparecer alguém irá se envergonhar e não é seu amigo gay mas sim você por sua atitude preconceituosa! João 14 fala que Deus nos chama de amigos e a palavra amigo é forte demais para ser sustentada com base no preconceito e falta de amor ao próximo".

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições