Livro infantil ‘Meu corpo sou eu!’ combate ideologia de gênero

Distribuidores dizem que o livro está se popularizando com "centenas de cópias já encomendadas".

fonte: Guiame, com informações do The Christian Institute

Atualizado: Quinta-feira, 5 Dezembro de 2019 as 10:57

Capa do livro infantil “Meu corpo sou eu!”. (Foto: Reprodução/Rachel Rooney/Jessica Ahlberg)
Capa do livro infantil “Meu corpo sou eu!”. (Foto: Reprodução/Rachel Rooney/Jessica Ahlberg)

A escritora infantil Rachel Rooney escreveu um novo livro para ajudar as crianças a aceitarem o corpo com o qual nasceram.

Rachel, que também é professora treinada em necessidades especiais, escreveu “Meu corpo sou eu!” para combater a recente "explosão" de livros promovendo uma ideologia radical de gênero.

Um site de notícias homossexuais divulgou um tuíte de uma mulher que se descreve como 'não binária', comparando o livro à “propaganda terrorista”.

Histórias como “Introducing Teddy e Jamie: A Transgender Cinderella Story”, que dizem às crianças que é possível "nascer no corpo errado", foram fortemente promovidas para uso nas escolas.

Rooney disse que está preocupada com o fato de as crianças que estão no espectro do autismo "estarem aprendendo que a razão pela qual elas podem se sentir confusas ou diferentes é porque nasceram no corpo errado".

Ela acrescentou: "É impossível ter o ‘corpo errado’. É uma mensagem muito preocupante que estamos enviando para crianças."

No livro, ilustrado por Jessica Ahlberg, ela escreve: “Eu sou meu corpo. Meu corpo sou eu. É uma coisa maravilhosa, tenho certeza que você concorda."

Outra linha diz: “Os corpos são diferentes ... As crianças também. Alguns preferem coisas rosa ... Alguns preferem azul.”

O livro está sendo distribuído no site da Transgender Trend - administrado por um grupo de pais preocupados com a tendência atual de diagnosticar crianças como transgêneros.

Referindo-se ao abuso recebido pelo casal de ativistas trans, o grupo escreveu no Twitter: “Somos gratos a Rachel Rooney e Jessica Ahlberg por sua coragem em receber o nome deste livro. Não é fácil, é isso que você ganha com isso."

Mas também disse que o livro está se popularizando com "centenas de cópias já encomendadas".

veja também