Millennials são a geração que mais oferta em missões, aponta pesquisa

51% dos Millennials doariam mais se sua igreja desse uma porcentagem de seu orçamento anual para missões.

Fonte: Guiame, com informações de Mission Network NewsAtualizado: terça-feira, 10 de maio de 2022 12:21
Os Millennials superaram as gerações mais velhas em ofertar para missões. (Foto: CACEMAR/Israel Florentin).
Os Millennials superaram as gerações mais velhas em ofertar para missões. (Foto: CACEMAR/Israel Florentin).

Os Millennials são a geração que mais oferta em missões, segundo uma pesquisa recente da Mission India em parceria com o Barna Group. 

O estudo “The Great Disconnect” analisou a visão atual da Igreja dos Estados Unidos sobre o trabalho missionário.

“Fiquei um pouco surpreso”, comentou Erik* da Mission India, sobre os resultados do relatório.

“Como Millennial, continuo ouvindo que não vamos à igreja, não somos isso, [ou] não somos aquilo. Mas os Millennials realmente superaram as gerações mais velhas em doar para missões. Agora, os Boomers nesse sentido estão doando mais financeiramente, mas os Millennials estão doando com mais frequência em volumes maiores de presentes”.

A geração do Milênio é formada por pessoas que nasceram entre 1981 e 1996, e hoje, possuem idades de 26 a 41 anos.

A pesquisa do Barna Group ainda revelou que 51% dos Millennials cristãos doariam mais se sua igreja desse uma porcentagem de seu orçamento anual para missões.

“Eu imagino que as igrejas realmente dão uma boa porcentagem de dinheiro para missões. Mas os Millennials estão dizendo: 'Ei, eu nem sei se eles estão doando para missões. Mas se eles fizessem e eu estivesse ciente disso, eu daria mais'”, explicou Eric.

De acordo com a Mission Network News, 70% dos cristãos não sabem quantos missionários sua igreja sustenta.

O relatório “The Great Disconnect” também descobriu que os Millennials são mais propensos a ofertar para um modelo de missões de envio

Como fazer missões?

“Minha visão pessoal sobre isso é que os Millennials e a Geração Z estão prontos para recuperar essa ideia de como fazemos missões”, disse Erik.

“Os Millennials e a Geração Z experimentaram principalmente o modelo de envio. Mas acho que também há esse sentimento inerente no fundo de suas mentes, tipo, esse é realmente o caminho certo?”.

Como Millennial e trabalhador da Mission India, Erik também questiona sobre qual a melhor maneira de fazer missões e como tornar o trabalho sustentável através da própria comunidade local.

“Há um refrão que costumo ouvir ou que eu mesmo disse quando fui em uma viagem de envio: ‘Acho que tirei mais proveito da viagem do que dei’. Isso é algo que realmente moldou minha visão de missões ao longo da minha vida de 35 anos”, ponderou.

“Eu entendo o sentimento, mas se estamos realmente fazendo missões com eficiência e fazendo com que as missões sejam algo que possa resistir e ser estável sem eu estar lá, tem que haver uma maneira melhor de fazer isso”.

 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições