Pastor relata caos após explosão em Beirute: “Vamos orar e trabalhar pelos que sofrem”

Desesperado após as explosões, o pastor Said Deeb declarou que em Beirute "Parece Hiroshima".

fonte: Guiame

Atualizado: Quarta-feira, 5 Agosto de 2020 as 9:29

Pastor Said Deeb e imagem do escritório da igreja após as explosões. (Foto: Reprodução / Facebook)
Pastor Said Deeb e imagem do escritório da igreja após as explosões. (Foto: Reprodução / Facebook)

Em poucos minutos, partes de Beirute, capital libanesa, foram devastadas por uma explosão gigantesca na tarde de terça-feira (04). Em meio ao caos, imagens foram mostradas para o mundo, exibindo os exatos momentos quando a região portuária entra em explosão devido a elementos químicos, especialmente nitrato de amônio, que estavam depositados desde 2014, segundo informações oficiais.

Em seu Facebook, o pastor Said Deeb, da Church of God Bourj Hammoud, mostra diversas imagens caóticas da cidade e algumas pessoas atingidas. Ele também fotografa partes de sua igreja arruinada. Ele diz que vários de seus parentes experimentaram a força da explosão de perto.

“E explosão eliminou o porto, as reservas alimentares e uma grande parte da cidade... Hiroshima 2 potência”, escreveu o pastor, dizendo que até mesmo na Ilha de Chipre e na Grécia os efeitos foram sentidos.

Desesperado, o pastor também indaga sobre os horrores em sua cidade: “Distrito portuário e muito além, por que é que tudo isto está a acontecer ao Líbano? Por quê?!!? Por favor, basta”, escreve com emoji que representa alguém chorando.

Por favor orem pela nossa tia Evelyne, e Tina. Tina ainda está sob operação, orem também por um bombeiro, um irmão na igreja que está perdido, não consegue alcançá-lo, o nome dele é Jihad.

Pastor pede oração por parente atingida pelas explosões. (Foto: Reprodução / Facebook)

Sobre as acusações iniciais por parte de grupos de que Israel poderia estar por trás da tragédia em ataque a depósitos do grupo terrorista Hezbollah, o pastor diz que não acredita nisso.

“Quero esclarecer e desculpar-me se fui mal compreendido, disse que (eles) e quis dizer redes sociais e repórteres de notícias estão a dizer que Israel atacou armas Hezbollah ou menos e causou esta catástrofe, este não é o meu relatório, este foi o general crença e sentimento, até essa hora ninguém sabe exatamente como aconteceu, porque todo mundo lá no porto está morto, ninguém sobrou pra dizer a verdade, então eu não culpo ninguém”, disse.

O pastor disse ainda que estava refletindo sobre notícias e podem ser fake News. “Recebi centenas de notícias de última hora, como se a coisa tivesse sido confirmada. Mas parece que foram previsões... vamos esperar pelos resultados das investigações, unir-nos, orar e trabalhar juntos para salvar aqueles que sofrem ao nosso redor, e construir o máximo que pudermos!", declarou.

veja também