'Perdi tudo, mas tenho Deus', testemunha família que sobreviveu a tornado

Família enfrenta a fúria de um tornado que destruiu completamente sua casa.

Fonte: Guiame, com informações do WDSUAtualizado: quarta-feira, 6 de abril de 2022 14:01
A casa da família Diaz em St. Bernard Parish ficou completamente destruída. (Captura de tela WDSU)
A casa da família Diaz em St. Bernard Parish ficou completamente destruída. (Captura de tela WDSU)

O relato de Saul Diaz Jr. mostra a dimensão do medo que ele e sua família passaram durante um tornado que atingiu o condado de St. Bernard Parish, no estado americano da Louisiana.

"Olhei pela janela e vi algo diferente e ouvi algo que nunca tinha ouvido na vida antes. Serei honesto com você. Foi a pior coisa que já ouvi na vida", disse.

Diante daquele cenário assustador e barulho estrondoso, Diaz e sua família se amontoaram no quarto e começaram a orar.

O tornado foi tão forte que arrancou o telhado da casa da família.

Saul Diaz relata sobre o tornado que atingiu sua casa. (Captura de tela WDSU)

"A segunda coisa que senti foi algo atingindo a parte de trás da minha cabeça. Fomos para o chão. Tentei reagir e empurrar minha família para o canto", lembra Diaz. "Este é Deus que nos protege. Na área que estávamos. Foi o poder de Deus."

A família ainda tentou desesperadamente salvar seus dois animais de estimação Harley e Ivy, enquanto o tornado passava.

"Ao mesmo tempo, meu filho pegou um de nossos cachorros. Tentamos pegar o outro, mas ela fugiu. Seria terrível ver a gente morrer em um momento que não esperávamos. Eu orei a Deus, nos ajude", diz Diaz.

Ele conta que depois que o tornado passou, a família foi procurar a cadela Ivy. Felizmente eles a encontraram segura com apenas um pequeno arranhão na pata.

Milagre

"É um milagre de Deus. Como este cachorro foi para a cozinha para se esconder. A casa foi esmagada e destruída. Mas ela estava segura. Para mim, é um milagre", acredita Diaz.

Saul Diaz Jr. III, o filho de Saul de 16 anos, também relata: "Isso aconteceu em segundos. Não há tempo para reagir. Não há tempo para pensar. É confusão, medo e modo de sobrevivência".

E embora sua casa tenha sido reduzida a escombros, eles têm um ao outro. Para Diaz, isso é motivo mais do que suficiente para ser grato.

"Você como pessoa pode mudar muitas vidas. Neste momento não tenho casa. Não tenho carro. Não tenho ferramentas para trabalhar. Sem dinheiro, sem nada. Mas tenho vida, tenho Deus", disse Diaz.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições