MENU

Mundo

Pastor abre drive-thru de oração no estacionamento da igreja, nos EUA

O pastor do Templo Emanuel, Dino Espinoza, criou faixas de “zona de oração” que convidam pessoas à oração em seus carros.

Fonte: Guiame, com informações do AG NewsAtualizado: segunda-feira, 27 de julho de 2020 18:36
O pastor do Templo Emanuel, Dino Espinoza, que teve a ideia de montar drive-thru de oração em sua igreja. (Foto: Reprodução/ AG News)
O pastor do Templo Emanuel, Dino Espinoza, que teve a ideia de montar drive-thru de oração em sua igreja. (Foto: Reprodução/ AG News)

Numa época em que conceitos como "distanciamento social" podem não parecer propícios para as reuniões na igreja, um pastor no sudoeste do Texas fez um apelo para que os cristãos participem de orações em sistema drive-thru.

“Se os carros diminuem a velocidade para as zonas escolares, por que não oferecer um lugar para parar e orar no estacionamento da igreja?”, disse.

O pastor do Templo Emanuel, Dino Espinoza, criou faixas de “zona de oração” que convidam quem quiser a desacelerar ou encostar e orar a Jesus, tudo dentro de seus próprios automóveis.

As faixas estão penduradas no Templo Emanuel e em outras congregações da comunidade de Crystal City, com 8.600 habitantes. Além disso, ele enviou banners para outras igrejas no Distrito Hispânico do Golfo do Texas para que divulguem a ação.

A Covid-19 se espalhou pelo mundo, mesmo em áreas distantes dos pontos urbanos. No início de julho, Crystal City, 160 quilômetros a sudoeste de San Antonio, teve 43 casos ativos e às 22 horas havia toque de recolher destinado a parar as reuniões que podem espalhar o coronavírus.

Emanuel é a maior igreja evangélica desta comunidade com uma participação média 225 pessoas antes da pandemia, seis dos quais estão em quarentena. Um congregante do Templo Emanuel morreu do vírus. O Templo Emanuel realizou cultos online apenas entre 22 de março e 17 de maio, depois presencialmente e online até julho, quando o culto voltou a ser online.

A ideia das zonas de oração surgiu em maio, quando Espinoza, 71, presbítero geral do Distrito Hispânico do Golfo do Texas, escreveu sua coluna regular no jornal semanal da cidade sobre dirigir por uma escola vazia.

"Não precisamos de zonas escolares quando as escolas estão fechadas, mas e a designação de zonas de oração?", escreveu. "Todo santuário da cidade tem uma entrada frontal ou uma área de estacionamento próxima que pode ser uma zona especial de oração."

Vizinhos

Em pouco tempo, faixas gigantes de vinil amarelo e preto foram exibidas nas duas propriedades do Templo Emanuel. E quando Espinoza começou a ver carros estacionando e os ocupantes orando, ele reconheceu os moradores que não frequentavam sua própria congregação.

Ele notou atividade a qualquer hora na zona de oração da igreja, acrescentando que o Espírito Santo disse a ele que o Templo Emanuel deve estar visível e que ele deve orar diante das faixas todas as manhãs.

Além disso, ele diz, a igreja deve estar disponível - mesmo quando o custo de parar esta doença fatal, por uma temporada, fechou o santuário físico. Recentemente, um morador disse a Espinoza que ela agradece a Deus por ele, pois sabe que o pastor está orando pela comunidade que ama.

Espinoza compartilhou a ideia das zonas de oração com outros ministros, que a implementaram ansiosamente em suas próprias comunidades.

Quem recebeu um estandarte da zona de oração foi Nancy Rocha Sanchez, pastora Elim da Assembleia de Deus em Brackettville, população de 1.700 habitantes, a oeste de San Antonio.

A ideia está pegando. Sanchez apresentou à liderança da aliança, que apoiou a colocação de placas de “zona de oração” em Brackettville.

"Precisamos disso", diz ela. "Estamos passando por tempos difíceis, e a única resposta é a oração. É fácil para todo mundo fazer. Você não precisa demorar muito. Pare e ore”, diz.

Siga-nos

Mais do Guiame