‘Jesus me deu vida’, diz neto de atriz americana liberto após overdose de cocaína

Após se frustrar com o desligamento do “The Voice”, Jack Cassidy se entregou às drogas e quase morreu.

Fonte: Guiame, com informações da CBN NewsAtualizado: terça-feira, 15 de março de 2022 15:49
Jack Cassidy conta seu testemunho de libertação das drogas. (Imagem: YouTube CBN News)
Jack Cassidy conta seu testemunho de libertação das drogas. (Imagem: YouTube CBN News)

O ingresso de Jack Cassidy no mundo das drogas aconteceu após ele ser eliminado do “The Voice”. Ele estava com 17 anos quando foi selecionado para participar do reality show musical, mas depois de ser cortado do concurso, seus sonhos foram frustrados e sua vida logo estava por um fio.

Neto da atriz americana Shirley Jones, Jack cresceu em uma família musical com seu pai Patrick e seus tios, conhecidos e ex-ídolos adolescentes.

"Crescer no Cassidy's foi interessante. Foi definitivamente uma experiência única", conta o jovem. "Meus pais tentaram me manter com os pés no chão e realmente incutir o que era importante, que é apenas a vida familiar normal e o amor. Mamãe me enviou para um acampamento da igreja chamado Forest Home. Ela achava que eu e nossa família precisávamos de Cristo porque estávamos passando por alguns problemas, coisas difíceis. E ela disse, 'Espero que meus filhos possam encontrar Jesus'", lembra Jack.

Foi naquele verão, que ele encontrou o amor de Deus e entregou sua vida a Jesus.

Experiências com Deus

"Eu disse que sim, mas a partir daí minha oração se tornou uma oração por provas", diz Jack. "Nos próximos anos, fui inundado com essas evidências. Jesus aparecendo de maneiras muito milagrosas em minha vida e - e me dando paz em meio a circunstâncias caóticas. Isso definitivamente afirmou para mim que havia poder no nome de Jesus."

No ensino médio, Jack era um talentoso cantor e líder de louvor. E foi nessa época que ele foi selecionado para o “The Voice”. Jack conta que ficou emocionado por ter uma plataforma onde poderia compartilhar Jesus.

Longe da fé

Estar no “The Voice”, com transmissão pela televisão era um sonho para Jack. "Eu nunca tinha feito nada no mundo da música antes. E, você sabe, tentar ter sucesso naquele show, ou quando esse show era definitivamente o objetivo, era como, 'Oh, eu definitivamente pertenço aqui'", diz Jack.

"Eu estava trabalhando com outros artistas e com os treinadores, e era como, este é - este é o lugar onde eu me encaixava. Este é quem Deus me criou para ser", conta o rapaz.

Jack foi ao top 12 do reality, antes de ser eliminado. Foi nesse momento que o jovem viu seus sonhos de vencer frustrados.

"Eu deixei aquele show tirar o melhor de mim, e acabei sendo pego naquele mundo", diz Jack. “Então, quando as coisas voltaram ao estado de normalidade, foi uma queda muito maior. Muitas coisas mundanas que estavam temporariamente acalmando a depressão e a queda daquele show que eu estava experimentando", diz Jack.

Mundo das drogas

Em uma dessas festas, Jack foi apresentado à cocaína, o que o levou quase à morte.

"Desde a primeira vez que experimentei cocaína, fiquei instantaneamente viciado", diz Jack. "Começou a se tornar [necessária] todo dia. Destruiu completamente minha vida em todos os aspectos. Esgotou minha conta bancária completamente. Me fez começar a roubar só para conseguir drogas".

Jack se isolou de amigos e familiares durante um ano e meio, enquanto o vício em drogas tomava conta de sua vida.

"Encontrei um novo lote de drogas que era muito mais forte, e fiz uma linha naquela noite que foi demais", diz Jack. "E eu senti todo o meu corpo começar a desligar e ficar frio. E meu coração começou a bater incontrolavelmente fora do meu peito. E parecia que estava à beira de um ataque cardíaco. Eu senti que não podia realmente ligar a ambulância ou procure ajuda", diz Jack.

Clamor a Deus

Sozinho e desesperado, ele se lembrou do poder do nome de Jesus que experimentou no início da vida e clamou por ajuda.

"Mas mesmo que eu tenha enterrado Deus muito fundo naquela temporada, eu bati de joelhos no meio daquele caos total, e eu apenas clamei a Ele e pedi a Ele para me deixar viver, para salvar minha vida em um momento. de quebrantamento total, escuridão total, não merecia ser salvo", diz Jack.

"Eu cheguei aqui. Eu senti o Espírito entrar naquele momento e dominar completamente o caos e as drogas que eu tinha colocado em meu corpo. E as drogas estavam guerreando contra mim, tentando fazer meu corpo desligar. Mas Deus estava literalmente dando vida a mim", diz Jack.

"Seu poder em meu espírito no meio de tudo o que era - e é o que estava me mantendo em um lugar de paz real - e me mantendo literalmente vivo."

Jack percebeu o quão longe ele havia caído do chamado que tinha.

Depois dessa experiência, Jack viu o que significava a cocaína. "Não era uma amiga. Não era uma ajudante para me tirar daqueles lugares. Estava me levando a um lugar de morte”, conta.

“E quando Jesus apareceu de maneira tão radical no meio disso, realmente fez realmente real e tangível que Ele era o caminho para a vida. Jesus mostrou que, 'Não, eu sou o Senhor sobre isso, e eu posso ser o Senhor sobre todas essas coisas em sua vida'", diz Jack. "Então, isso realmente estabeleceu isso - essa confiança profundamente enraizada em Deus."

"Ele está disposto a nos encontrar em qualquer lugar em que estivermos", diz Jack. "E isso varia para todos. Mas para mim, nos momentos mais sombrios que passei, Ele queria me encontrar e me redimir naquele lugar. E Ele veio com um espírito de bondade, um espírito de amor e um espírito de quero ajudá-lo", diz Jack. "Ele está disposto a fazer isso em qualquer cenário que as pessoas passem."

 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições