Adolescente sobrevive milagrosamente após ser atingido na cabeça por âncora: “Foi Deus”

O objeto pontiagudo se soltou do barco e atingiu Caleb, de 14 anos, ferindo-o gravemente na cabeça.

fonte: Guiame, com informações da WTSP

Atualizado: Quarta-feira, 28 Agosto de 2019 as 4:57

: Caleb quando estava em como e hoje, recuperado. (Foto: Reprodução/WTSP)
: Caleb quando estava em como e hoje, recuperado. (Foto: Reprodução/WTSP)

A mãe de Caleb, Kelli Bennett estava nas Bahamas com o marido quando receberam a notícia de que seu filho adolescente havia sofrido um acidente.

"Eu me lembro de cair de joelhos, chorando e gritando", diz ela. "Eu apenas orei para que Deus não o deixasse morrer porque sabíamos que foi um acidente muito grave".

Cinco horas depois, Bennett estava ao lado do leito hospitalar de seu filho, onde Caleb, de 14 anos, foi colocado sob um coma induzido.

Uma âncora de barco havia empalado sua testa.

Âncora de ferro que atingiu a cabeça de Caleb. (Foto: Reprodução/WTSP)

"A âncora caiu na frente", lembrou o pai de Caleb, Rick, ao explicar a tarde de março em que Caleb e seu irmão estavam pescando. "Eles estavam dirigindo rápido e quando a corda se apertou, ela subiu no barco."

A âncora se alojou quase 3 polegadas no lobo frontal direito de Caleb, de acordo com sua mãe.

"Quando o médico nos mostrou a ressonância magnética, o canal da ferida onde a âncora foi em seu lobo frontal estava tocando um grande vaso que alimenta todo o lado direito de seu cérebro", diz ela.

"Se tivesse entrado um pouco mais, teria matado ele", conta Kelli.

Caleb disse que se lembra de estar pescando naquele dia e de ser atingido na cabeça.

“Eu comecei a orar e lembro de ter dito ao meu amigo para ligar para o 911 porque eu provavelmente ia morrer”, ele disse.

“Não me lembro de ir ao hospital, mas quando acordei cinco dias depois, meus pais disseram que tiraram parte da minha cabeça”, relata.

"Não há outra explicação", disse Caleb. "Foi Deus."

O que ninguém esperava - nem mesmo os médicos - é que, apenas dez dias depois de chegar ao hospital, Caleb sairia sozinho.

Dois Milagres

“O médico disse que esse garoto é um milagre ambulante", conta o pai de Caleb.

Após o milagre da vida de Caleb, a família da adolescente diz que o segundo milagre veio quando a comunidade se uniu para arrecadar dinheiro para cobrir os custos médicos.

"Queríamos criar uma plataforma para a comunidade se unir", disse Chris Quattlebaum, um amigo da família e proprietário do condado de Manatee.

Ele e vários outros surpreenderam a família com um evento de arrecadação de fundos para o torneio de pesca no Bradenton Yacht Club, possível graças à generosidade de mais de 60 empresas locais e outras pessoas de toda a comunidade.

A família recebeu um cheque de US$ 30.000.

“Nós tínhamos uma meta em nossa cabeça daquilo que queríamos tentar alcançar e recebemos dez vezes”, disse Quattlebaum.

Para uma família grande em fé, eles disseram que só esperam que um dia possam pagá-la.

"As pessoas são boas e querem ajudar", disse Kelli Bennett.

veja também