Cristãos em Lviv oram em meio a ataques: ‘Não temos medo, pertencemos a Cristo’

A cidade foi atingida por mísseis no final de semana e os moradores lotaram as igrejas para orar.

Fonte: Guiame, com informações da CBN NewsAtualizado: terça-feira, 19 de abril de 2022 14:44
No domingo (17), os ucranianos lotaram as igrejas em Lviv para orar por seu país. (Foto: Reprodução/CBN News).
No domingo (17), os ucranianos lotaram as igrejas em Lviv para orar por seu país. (Foto: Reprodução/CBN News).

Neste final de semana, Lviv, até então considerada um refúgio seguro para refugiados na Ucrânia, foi bombardeada pela Rússia. 

Na segunda-feira (18), início da Semana Santa no país, a cidade presenciou suas primeiras fatalidades da guerra, que já dura mais de 50 dias. As forças russas lançaram mísseis em uma estação de trem e em uma oficina de conserto de pneus, matando pelo menos sete pessoas e ferindo 11. 

Mesmo em meio aos ataques, no domingo (17), os cristãos ucranianos lotaram as igrejas em Lviv, orando para que sua nação conquiste a vitória, assim como Jesus derrotou a morte na Cruz. 

"Temos essa tradição cristã de que Cristo ressuscitou e a Ucrânia também ressuscitará. Acreditamos firmemente que o inimigo cairá e teremos a vitória”, disse Helena, ucraniana que mora em Lviv há 30 anos, à CBN News.


No domingo (17), os ucranianos lotaram as igrejas em Lviv para orar por seu país. (Foto: Reprodução/CBN News).

Embora ameaçados pela invasão russa, os cristãos na Ucrânia permanecem crendo que Deus os protegerá e os livrará de todo o mal. “Não estou com medo porque entendo que minha vida pertence a Cristo", declarou Arsen Kotenee, também morador de Lviv. 

Arsen afirmou que vai permanecer com a família em seu país. "Eu não deveria sair. Minha esposa fica comigo também. Tenho dois filhos. Estamos confiando em Deus”, disse.

Na Igreja Primavera da Vida, que reuniu uma multidão no domingo, os crentes estão em constante clamor por sua nação. Em um desses períodos de intercessão, Arsen relatou que recebeu uma profecia de Deus.

"Comecei a orar em meu espírito e recebi esta palavra: ‘A Rússia será derrotada, a Rússia será derrotada. Quando você ouvir todos os perigos, não entre em pânico, ore como um escudo, quando você orar, levante as mãos’”, afirmou o cristão. 

“Então é isso que estamos fazendo, quando ouvimos todas as más notícias, todos os foguetes. Sim, temos muitos foguetes em nossa cidade de Lviv também. Mas louvado seja Deus, estamos indo bem”.



Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições