Igreja Católica precisa de 'limpeza da casa', diz diretor de 'Paixão de Cristo'

Billy Bush do “Extra” conversou com Mel Gibson, que se abriu sobre sua saúde, refletiu sobre seus princípios de vida e conversou sobre novos projetos no cinema.

Fonte: Guiame, com informações do Christianity Daily e ExtraTvAtualizado: quinta-feira, 3 de fevereiro de 2022 13:44
Mel Gibson no Festival de Cannes. (Foto: Georges Biard / Creative Commons)
Mel Gibson no Festival de Cannes. (Foto: Georges Biard / Creative Commons)

O diretor e ator Mel Gibson levantou a necessidade da "limpeza da casa" ao responder sobre como vê a Igreja Católica atualmente. A conversa aconteceu durante uma entrevista para falar de sua saúde após lutar contra a Covid-19, chegando a ficar internado em dezembro de 2020.

Billy Bush do “Extra” conversou com Gibson, que se abriu sobre sua saúde, refletiu sobre seus princípios de vida e conversou sobre seus papéis em “Last Looks” e “Father Stu”, em que trabalha com Mark Wahlberg.

Gibson contou que se recuperou totalmente da Covid-19 e está realmente ocupado planejando novos projetos. Atualmente, ele trabalha na sequência de "A Paixão de Cristo" junto com "Máquina Mortífera 5", "Último Olhar" e "Wildbunch".

Na entrevista, Bush perguntou: "A Igreja Católica levou uma surra na imprensa nos últimos anos. Você é um membro fiel dela, assim como Mark Wahlberg. Este é um esforço conjunto de vocês dois para voltar à boa?".

Gibson respondeu que a questão é "lamentável", mas afirmou que é um fenômeno comum entre as "instituições". Ele, no entanto, apontou a necessidade de alguma "limpeza doméstica" para todos os membros da igreja.

“De volta ao básico… Claro, é lamentável todas as coisas que aconteceram. Como qualquer instituição, é capaz de ser corrupta. E, sabe, é triste ver, mas como sempre, não acho que a culpa seja da instituição. Eu acho que é um monte de gente que entra nela. As instituições são tão boas ou tão ruins quanto as pessoas que as administram”, respondeu.

Gibson continuou dizendo que a Igreja Católica “está tendo um momento um pouco difícil agora. Acho que vai precisar de uma faxina. Vai ter que voltar a algum tipo de equilíbrio no futuro.”

Princípios de vida

Bush também perguntou a Gibson qual é sua "grande lição de vida".

“Eu acho que tudo começa com você tem que olhar muito para si mesmo e como você obtém significado desta existência. E do que se trata? Então é uma busca nesse sentido. Acho que a busca, talvez você nunca chegue ao fim, mas acho que o próprio ato de procurar produz bons frutos.”

Bush perguntou também o que Gibson faz todos os dias que considera benéfico.

“Cara, eu acordo e percebo que não estou no controle de tudo isso. E não importa o que aconteça, eu apenas peço a graça de poder lidar bem com isso, e aceitá-lo.”

Bush lembrou que Mel Gibson já havia afirmado que seus princípios de vida são oração, meditação e exercícios, perguntando se ele continuava com eles.

“Bem, todas essas coisas estão em jogo. Eu diria oração, meditação, exercício, introspecção e autoavaliação. Então você se certifica de que não sai muito da linha… É como estar na corda bamba.”

"Father Stu"

Em entrevista ao Christianity Daily, Gibson contou que se uniu a Wahlberg na direção do filme "Father Stu", que está programado para ser lançado em 15 de abril. O filme é baseado na vida de Stuart Long, um ex-encrenqueiro que se tornou padre.

"Esta é apenas uma história muito pessoal sobre um cara chamado Stuart Long. Um cara que era um bom boxeador e um menino selvagem, mas que teve algumas lições ao longo da vida, e elas meio que o colocaram em um certo curso onde ele escolheu se tornar um homem de batina. É uma espécie de história de redenção", revelou Gibson.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições