Médico proibido de conceder tratamento de reversão de aborto tem restrição suspensa

O Conselho Médico Geral da Inglaterra decidiu encerrar a ação contra o Dr. Dermot Kearney.

Fonte: Guiame, com informações do The Christian Post Atualizado: terça-feira, 15 de março de 2022 13:14
O Dr. Dermot Kearney prescreve tratamento para reverter aborto em mães arrependidas. (Foto: Christian Legal Centre).
O Dr. Dermot Kearney prescreve tratamento para reverter aborto em mães arrependidas. (Foto: Christian Legal Centre).

O médico cristão na Inglaterra que foi proibido de conceder tratamento de reversão de aborto para mães arrependidas teve a restrição suspensa. O Conselho Médico Geral do país decidiu encerrar a ação contra o Dr. Dermot Kearney.

No domingo (13), o Christian Legal Center, que estava defendendo o médico, divulgou a boa notícia em comunicado.

“Fui vítima de uma campanha coordenada por figuras importantes da indústria do aborto que estão determinadas a impedir que mulheres em necessidade urgente acessem o tratamento de reversão do aborto”, disse Kearney no comunicado.

De acordo com o Christian Legal Center, a decisão do Conselho Médico permitirá que o Dr. Dermot continue oferecendo reversão da pílula abortiva para mulheres submetidas a abortos não cirúrgicos de forma mais ampla.

“Minha esperança é que as mulheres em todo o Reino Unido agora sejam informadas pelos reguladores médicos e provedores de aborto que o tratamento de reversão é seguro, que está disponível e que o sucesso é possível se elas se arrependerem de sua decisão de fazer um aborto e optarem por procurar ajuda”, declarou o Dr. Dermot.

Em maio do ano passado, o médico cristão foi impedido pela Justiça, durante um ano e meio, de prescrever tratamento que salva vidas e atende o desejo desesperado de mães que querem manter a gravidez. Kearney, membro da Associação Médica Católica, ainda foi alvo de uma investigação sobre sua postura profissional.

O Christian Legal Center, uma organização de assistência jurídica pela liberdade religiosa, assumiu a defesa do médico e apresentou o testemunho de mulheres que foram ajudadas pelo Dr. Dermot.

Como o caso de Laura, uma mulher que se arrependeu de ter tomado a pílula abortiva e procurou assistência médica, mas não encontrou quem concedesse o tratamento de reversão. Foi através de indicação de uma organização dos Estados Unidos, que Laura conheceu o Dr. Dermot conseguiu ajuda a tempo de salvar seu bebê.

"Eu não poderia estar mais feliz. Não acredito que o Dr. Dermot Keaney deva ser punido por me fornecer um serviço de que eu precisava desesperadamente e pelo qual serei eternamente grata. É por causa da ajuda dele que posso olhar para trás, para o momento em que tomei aquela pílula, sem ter que viver com dor e arrependimento pela decisão que tomei, pois agora tenho meu lindo filho”, declarou ao Christian Legal Center.

Tratamento de reversão de aborto

A organização também explicou que o tratamento de reversão de aborto é comum nos EUA, diferente do que acontece no Reino Unido, onde as muheres costumam ouvir que não há como reverter o processo abortivo, quando se tomou Mifepristone, que é a primeira das duas pílulas abortivas.

“O serviço de resgate de emergência é fornecido para mulheres que se arrependem de tomar a primeira das duas pílulas abortivas, Mifepristone, que geralmente mata o bebê, e querem tentar salvar sua gravidez. Usar o hormônio natural progesterona inibe os efeitos do Mifepristone, e as últimas evidências sugerem que a taxa de sucesso na reversão da pílula abortiva pode chegar a 68% se o tratamento for iniciado dentro de 72 horas”, explicou o Christian Center.

O médico Kearney fornece este tratamento para mulheres que tomaram Mifepristone e se arrependem. Ele prescreve progesterona, que salva a vida do feto.




Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições