“Meu vício hoje é Deus”, diz homem que abandonou as drogas na prisão após ler a Bíblia

Michael Molthan era viciado em drogas e álcool e hoje comanda um programa de rádio para ajudar pessoas.

fonte: Guiame, com informações da CBN News

Atualizado: Sexta-feira, 22 Novembro de 2019 as 1:36

Michael Molthan tem como missão contar seu testemunho e ajudar pessoas a se libertarem das drogas. (Foto: Reprodução/CBN News)
Michael Molthan tem como missão contar seu testemunho e ajudar pessoas a se libertarem das drogas. (Foto: Reprodução/CBN News)

Michael Molthan não se esquiva de falar sobre seu passado doloroso de dependência de drogas e álcool. Em seu programa de entrevistas chamado M2-The Rock, ele conta como sua vida mudou: de construtor de casas transformou-se em um sem-teto.

"Quando eu tinha a empresa de construção de casas, meus comportamentos estavam piorando cada vez mais", disse Molthan à CBN News.  

Molthan foi preso por causa das drogas em 2009. "Eu tinha uma grande quantidade de cocaína no meu caminhão", explicou. "Fiquei embriagado e fui preso. E nunca esquecerei o dia em que fui levado para a prisão".

Meses depois, Molthan conta que sua vida chegou ao fundo do poço. "Quando olho para trás, vejo como estava impotente diante daquela doença mortal", diz.

Sentindo-se agitado, ansioso e tendo de enfrentar três anos atrás das grades, Molthan passou por um encontro espiritual depois que um preso pediu que ele lesse a Bíblia para ele.

"Peguei o livro de um gang-banger, um pantera negra, que ele usava como travesseiro", explicou. "Aquele livro novinho em folha era a Bíblia de Recuperação Viva, Tradução Nova Vida”, lembra Molthan, que disse que, naquele momento, aquelas palavras não tiveram significado nenhum para ele.

No entanto, ele diz, “quatro dias se passaram e eu comecei a pensar sobre aquilo que estava escrito, quatro dias se passaram e eu não estava mais ansioso. Eu não estava com medo. Eu estava calmo e em paz".

Hora da mudança de vida

Mais tarde naquela noite, ele experimentou outro momento de mudança de vida.

"Eu não conseguia respirar", contou ele. "De repente, senti todo esse lixo, ódio, raiva e ressentimento e tudo saindo do meu corpo como moscas. Tudo isso estava saindo. E eu respirei e algo mágico aconteceu: eu estava cheio de amor, e olhando em volta eu amei todo mundo", lembra.

Esse amor motivou Molthan a começar a manter os estudos bíblicos na prisão.

"Comecei a pregar e não sabia o que estava fazendo", disse ele. "E eu fazia isso no final de cada jantar", conta.

Erro na papelada leva à liberação antecipada

Em 2017, um erro em sua papelada levou à saída acidental de Molthan. Sem dinheiro ou comida, ele caminhou quase 500 quilômetros para pedir à juíza Jennifer Bennett que o mandasse de volta para a prisão.

"Eu entrei lá para me entregar e estava animado", diz Molthan. "Eu queria voltar para a prisão para cumprir o meu tempo, acabar com aquilo e deixar tudo para trás”, conta o homem que disse ter total aceitação sobre aquela situação. “Deus está comandando o show, certo?", pensou.

Quando ele encontrou a juíza Bennett, ela disse a ele: “Sr. Molthan, obviamente, há alguém muito maior trabalhando em sua vida do que eu e não vou atrapalhar.”

Molthan lembra que ela simplesmente o libertou, e disse: “Quero que você volte amanhã com o programa de autocorreção. Quero que você siga adiante”.

Desde então, Molthan está fazendo exatamente isso, compartilhando sua história de liberdade e sobriedade com aqueles que procuram ajuda para vencer o vício.

Ajudando os outros presos

"Eu era a maior bagunça do estado do Texas", diz ele. "Hoje, os juízes me ligam para pedir meu conselho. Há juízes no Estado do Texas que me contataram que eu os ajudei pessoalmente com seus familiares para levá-los a tratamento e obter ajuda. Há juízes que membros da família que assistiram ao programa que agora estão limpos e sóbrios hoje".

A juíza Bennett apareceu como convidada em seu programa de rádio e o impacto do trabalho de Molthan está chegando ao redor do mundo.

No final, a mensagem de Molthan é simples: ele acredita que se Deus o mudou, ele pode mudar qualquer um.

"Eu não acordo no meio da noite desejando uma bebida", testemunha. "A obsessão mental de drogas e álcool foi removida."

"Meu vício d hoje é Deus", acrescentou Molthan.

veja também