Menino de 14 anos prega nas ruas da Ucrânia e leva pessoas a Jesus

O trabalho evangelístico do menino foi divulgado por Virginnia Gina Logan, que mora na Inglaterra e também é pregadora de rua.

Fonte: Guiame, Adriana BernardoAtualizado: sexta-feira, 20 de maio de 2022 12:24
Menino ora e prega nas ruas da Ucrânia: (Foto: Facebook Virginnia Gina Logan)
Menino ora e prega nas ruas da Ucrânia: (Foto: Facebook Virginnia Gina Logan)

“Esta é uma bola de fogo europeia de 14 anos!!! Ele é um evangelista consumido pelo fogo do Espírito Santo que prega o Evangelho e leva as pessoas a Jesus com choro!”. Assim, Virginnia Gina Logan, que mora na Inglaterra, definiu um jovem que prega nas ruas da Ucrânia.

O rapaz aparece em diversos vídeos, feitos pelas pessoas nas ruas e por outros evangelistas, que admiram o trabalho feito por uma nova geração chamada por Deus nestes tempos.

Em um deles, vê-se um homem chorando copiosamente enquanto o garoto ora por ele com as mãos em seus ombros.

“Cuidado mundo, o inimigo tentou matar esta geração porque há algo especial surgindo”, declarou Virginnia, que também e uma pregadora de rua, em Manchester, Inglaterra, e fez a divulgação do trabalho evangelístico do menino.

Mish Chis Gloree concorda com Virginnia e responde:”Eu creio que é por isso que o inimigo está atrás deles e é tão duro. Eles são chamados e escolhidos para um momento como este”.

Jovem missionário

O jovem, que não tem seu nome divulgado, também prega para crianças. Um dos trabalhos que ele fez como missionário foi em um abrigo infantil em Lviv.

Embora centenas de missionários estejam na Ucrânia, impulsionados pela guerra enfrentada desde fevereiro com a invasão da Rússia, muitos evangelistas já estavam trabalhando no país, com plantação de igrejas e pregações ao ar livre, fazendo com o número de cristãos evangélicos aumentasse no país.

O evangelista Michael Job ministra para refugiados na fronteira da Polônia com a Ucrânia, em abril. (Foto: Instagram Michael Job)

Esse movimento ao ar livre tem sido visto em vários países da Europa, como a Inglaterra de Virginnia, onde também tem sido combatido com prisões por supostas ofensas quando os pregadores de rua falam de verdades bíblicas inaceitáveis para os padrões morais deste tempo.

Foi o que aconteceu com o pastor John Sherwood de 72 anos, preso em abril do ano passado após pregação considerada homofóbica, foi absolvido pelo Tribunal de Magistrados de Uxbridge, no Reino Unido.

Na ocasião, ele foi levado algemado pela polícia depois que queixas foram feitas contra ele. Em sua pregação ele disse que Deus criou apenas dois sexos — masculino e feminino, homem e mulher.

'Os frutos falam'

Outra resistência, segundo Virginnia publicou em sua página do Facebook recentemente, vem dos próprios cristãos que desacreditam ou não se envolvem com a pregação de rua:

“Há tanto assalto contra a proclamação pública ao ar livre do Evangelho! E você ficará chocado ao ouvir que isso é ainda verdade professada por crentes em Jesus Cristo e missionários cristãos. Eles dizem que [essa pregação] ‘não é eficaz’. Bem, eu digo que é! Os frutos falam por si!”, rebate a evangelista.

“Nos últimos 2 dias em um país europeu vimos quase 100 decisões por Jesus Cristo nas ruas através de proclamação pública! Posso dizer que muitos de nós estamos chorando e batendo palmas! Construirei o reino com minha voz e destruirei a escuridão de qualquer região através da proclamação pública da verdade! tente! funciona!!!!”, desafia Virginnia, que publicou um vídeo de seu trabalho nas ruas.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições