Francis Chan critica argumento 'meu corpo, minhas regras’: “Deus diz que nada é seu”

O pastor, que pregou no The Send dos EUA, advertiu o público contra se tornar como aqueles que se dizem cristãos, mas ‘estão longe do Deus da Bíblia’.

Fonte: Guiame, com informações do Christian PostAtualizado: quinta-feira, 19 de maio de 2022 13:37
Francis Chan prega no The Send em Kansas City, em 14 de maio de 2022. (Foto: YouTube /The Send Kansas City)
Francis Chan prega no The Send em Kansas City, em 14 de maio de 2022. (Foto: YouTube /The Send Kansas City)

O popular slogan pró-escolha "meu corpo, minha escolha" foi alvo de críticas do Pr. Francis Chan, durante um festival cristão. O autor de “Louco Amor”, de 54 anos, fez o seguinte apontamento: “Deus diz que nada é seu”.

Ex-pastor da Comunidade Cornerstone da Califórnia, Chan foi um dos preletores do The Send, um evento realizado durante 12 horas, no Estádio Arrowhead em Kansas City, EUA.

Em sua pregação, Chan falou sobre o personagem bíblico Jó, um homem "irrepreensível e reto" porque "teme a Deus" e "se afasta do mal".

O pastor disse que, da mesma forma que Deus admirava Jó por sua obediência, talvez Deus esteja admirando os cristãos hoje que são pró-vida e não têm medo de compartilhar sua posição com os outros.

"Será que Deus está dizendo: 'Olhe para esta geração, ... olhe para essas pessoas, eles não vão recuar da Palavra de Deus, eles realmente acreditam em um dia de julgamento, eles estão dispostos a pregar isso, eles estão realmente dispostos a falar pelas vozes dos nascituros, eles não estão recuando disso?'", Chan proclamou. 

“Para qualquer um de nós que pensa que podemos entrar na presença de Deus e dizer: ‘Deus, por que você me fez assim? Por que eu passei por isso? Este é o meu corpo, minha escolha’. Deus diz: ‘Não, espere um segundo. Não. Nada é seu. Eu trouxe este mundo à existência. O mundo é do Senhor e tudo o que nele há. É tudo feito por Ele. E Ele não me deve uma explicação”.

Advertências bíblicas

Chan também citou Isaías 66:2, quando Deus diz: "Este é aquele para quem eu olharei, aquele que é humilde e contrito de espírito e treme da minha palavra". 

"Você treme diante da Palavra de Deus? Você treme? Porque se você quer que Deus o escolha e o veja, você precisa tremer diante da Sua Palavra. Você treme em Tiago 4:6, onde diz: 'Deus se opõe o orgulhoso'? Se houver um verso para tremer, pode ser isso", disse Chan.

Chan advertiu o público contra se tornar como aqueles que se dizem cristãos, mas "eles não estão perto de Deus, não do Deus da Bíblia". Ele acrescentou que eles "podem cantar ... [e] chorar, podem falar sobre seu tempo de silêncio, mas se são orgulhosos, não estão muito perto desse trono".

"Aqueles que estão mais próximos de Deus são aqueles que são mais humildes. ... Você entende esse Deus a quem oramos? Quando as pessoas estavam perto de Deus, elas não eram orgulhosas. Então, sempre que vejo orgulho em minha vida, a resposta para isso não é 'OK, deixe-me tentar ser mais humilde.' Não. 'Deixe-me tentar me aproximar de Deus.' Porque quando estou na presença de Deus, não vai haver orgulho lá”, pregou Chan, pai de sete filhos.

Exemplo de Jó

Chan disse que em Jó, Satanás se dirige a Deus dizendo que Jó só está sendo obediente porque é "abençoado" com muitas coisas e assim Deus permite que Satanás tire as riquezas e a família de Jó. 

Os amigos de Jó, que são apresentados no final do segundo capítulo, começam a questionar a integridade e a obediência de Jó a Deus, o que Jó nega veementemente em suas respostas.

“Talvez a parte mais ofensiva seja quando Deus finalmente fala no capítulo 38, e eu quero que você observe o que Deus diz”, declarou Chan.

"[Deus] não dá uma explicação. Ele apenas mostra a Jó quem Ele é... E a primeira coisa que Ele faz é... Ele diz: 'Eu faço as perguntas e você dá as respostas. Onde você estava quando eu lancei as bases? da terra? … Onde vocês estavam?'"

“E veja o que Jó diz depois que Deus continua por alguns capítulos”, acrescentou. "Jó diz algo que todos nós precisamos dizer hoje. Em Jó 42, Jó responde ao Senhor e diz: 'Eu sei que você pode fazer todas as coisas e que nenhum propósito seu pode ser frustrado.'"

Aborto em debate

Os comentários dede Chan "meu corpo, minha escolha" no The Sendo vem na esteira de debates e protestos (pró-vida e pró-escolha) ante o vazamento de possível decisão da Suprema Corte para derrubar Roe v. Wade, que estabeleceu o aborto como direito constitucional desde 1973.

O tribunal superior também deve divulgar decisão, nas próximas semanas, para o caso Dobbs v. Jackson, que discute se o estado do Mississippi pode proibir a maioria dos abortos após 15 semanas de gravidez.

Se a lei estadual for mantida, ela contraria o padrão estabelecido por Roe, que proíbe tais restrições antes que o feto atinja a viabilidade, que geralmente é após 20 semanas de gestação.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições