Evangélico, presidente alemão reeleito afirma: ‘Não deixo minha fé no guarda-roupa’

Frank-Walter Steinmeier foi reeleito com 1.045 de 1.437 votos. Ele disse que a Bíblia se tornou mais importante para ele nos últimos anos.

Fonte: Guiame, com informações do Evangelical FocusAtualizado: segunda-feira, 21 de fevereiro de 2022 12:05
Frank-Walter Steinmeier foi reeleito como presidente federal alemão. (Foto: Olaf Kosinsky, Wikimedia Commons, CC BY-AS)
Frank-Walter Steinmeier foi reeleito como presidente federal alemão. (Foto: Olaf Kosinsky, Wikimedia Commons, CC BY-AS)

Frank-Walter Steinmeier foi reeleito Presidente Federal da Alemanha na primeira votação, com o apoio da grande maioria da Assembleia Federal (1.045 de 1.437 votos).

Ele foi votado não apenas pelos três partidos governantes (Partido Social Democrata, SPD; Verdes; e Partido Democrático Livre FDP), mas também pelos Democratas Cristãos (CDU).

Após seu discurso de aceitação, meios de comunicação do condado, como Welt e Zeit, elogiaram suas “palavras muito claras” e o definiram como “um presidente combativo”.

Em seu discurso, Steinmeier destacou que como presidente federal é apartidário, “mas não sou neutro quando se trata da causa da democracia. Não vou fugir da controvérsia porque a democracia precisa de controvérsia”.

Além disso, salientou que a coesão da sociedade será uma prioridade no seu segundo mandato.

Uma longa carreira política

Steinmeier confirmou sua candidatura à reeleição em maio passado, quando seu partido SPD tinha apenas 15% nas pesquisas, sem esperar o resultado das eleições do Bundestag (Parlamento) em setembro.

Steinemeier foi Ministro da Chancelaria de Gerhard Schröder, Ministro das Relações Exteriores da Chanceler Angela Merkel e, desde 2017, Presidente Federal.

Sobre sua fé

Steinmeier tornou-se muito franco sobre sua fé, especialmente nos últimos anos. Ele é membro da Igreja Evangélica Reformada, uma denominação que faz parte da Igreja Evangélica Alemã (EKD).

“Sou cristão e sou ativo na Igreja Protestante. Claro que meu cristianismo tem a ver com minhas ações na sociedade, afinal, não deixo minha fé no guarda-roupa quando vou para o meu escritório pela manhã”, disse o presidente federal a estudantes em Túnis em 2015, segundo Livenet.ch, falando sobre a relação entre sociedade e religião.

O político explicou que a Bíblia se tornou mais importante para ele nos últimos anos, porque “no decorrer de uma vida, cresce a certeza sobre a importância de um Deus que fortalece e protege, que orienta e sustenta e que perdoa”.

Em fevereiro de 2019, Steinmeier convidou pessoas para o Fórum Bellevue sobre o tema religião. Ele sublinhou que “o interesse pela religião é tão forte como sempre, embora a frequência à igreja não seja popular, mas dois terços dos alemães, no entanto, descrevem-se como religiosos”.

Em 2020, ele também destacou que, na pandemia do coronavírus, crescia a “necessidade de fé e de respostas superiores”.

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições