Dia do Pastor: conheça a origem da data e o que motivou a comemoração

Além das homenagens, pastores em situação de vulnerabilidade econômica eram ajudados através de uma campanha.

Fonte: Guiame, com informações de CBCAtualizado: segunda-feira, 13 de junho de 2022 18:21
No segundo domingo de junho é comemorado o Dia do Pastor. (Foto representativa: Unsplash)
No segundo domingo de junho é comemorado o Dia do Pastor. (Foto representativa: Unsplash)

No segundo domingo de junho é comemorado o Dia do Pastor — data que este ano coincidiu com o Dia dos Namorados, em 12 de junho. 

Conforme um artigo publicado no site da Convenção Batista Carioca, em meados de 1955, o Jornal Batista contou a história do Dia do Pastor. 

Conforme o jornal, o dia foi instituído a partir da criação de uma “junta de beneficência” para ajudar pastores em situação de vulnerabilidade econômica. Era uma espécie de campanha para ajudar os líderes. 

Os pastores que se dedicavam à obra de Deus em tempo integral recebiam uma ajuda financeira proveniente do dinheiro arrecadado pela junta. 

A Igreja pedia uma oferta especial para a “caixa de socorros” e, como isso acontecia no mês de maio — mais conhecido por causa do Dia das Mães, comemorado no segundo domingo de maio — sugeriram que o Dia do Pastor se estabelecesse no segundo domingo de junho. 

Objetivo da criação do Dia do Pastor

O Dia do Pastor era especialmente dedicado para levantar fundos generosos para a caixa de socorros e o dinheiro era repassado aos pastores aposentados com poucos recursos ou que sequer recebiam aposentadoria. 

Homenagens também eram feitas aos pastores locais e, na ocasião, os jovens eram despertados  para o chamado ministerial. O artigo esclarece também que, possivelmente, a ideia tenha surgido entre os batistas no Brasil. 

“Temos esperança que o Dia do Pastor seja comemorado em todas as igrejas da nossa querida Pátria, a fim de que muitos obreiros se levantem para atender a vocação de Deus para a obra do ministério”, diz o artigo de 1955.

O que é ser pastor?

Segundo um vídeo publicado no canal da Igreja Batista Atitude, no YouTube, “ser pastor é transferir o DNA de Cristo e ser o discipulador que leva vida para a vida de seus discípulos”. 

A narração do vídeo diz ainda que “ser pastor é influenciar com amor e verdade e fazer de tudo para levar a paz e envolver-se com a necessidade do próximo”.

“Ser pastor é se sentir só mesmo com uma multidão à sua volta; é orar em secreto por tudo e por todos. É superar a própria fé para fazer o nome de Jesus ser proclamado por onde passar”, diz ainda o narrador.

O Guiame deseja a todos os pastores do Brasil e do mundo muitas bênçãos e muita garra para seguir em frente com esse ministério, apesar dos obstáculos e dificuldades encontrados ao longo do caminho. 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições