“Quem somos nós para condenar”, diz Denzel Washington sobre tapa de Will Smith

Ator disse que “se não for pela graça de Deus” qualquer um dos atores pode passar por isso.

Fonte: Guiame, com informações de CBN NewsAtualizado: segunda-feira, 4 de abril de 2022 13:22
Denzel Washington em entrevista ao pastor TD Jakes. (Foto: Captura de tela/YouTube T.D. Jakes)
Denzel Washington em entrevista ao pastor TD Jakes. (Foto: Captura de tela/YouTube T.D. Jakes)

Depois da polêmica no Oscar 2022, no dia 27 de março, quando o ator Will Smith deu uma bofetada no rosto do comediante Chris Rock — apresentador da cerimônia — Denzel Washington disse que “a única solução era a oração”. 

Ele esteve em entrevista com o pastor TD Jakes, no último domingo (3), quando falou sobre o assunto. O ator cristão aconselhou Will no dia do incidente, dizendo para “ter cuidado nos momentos mais relevantes, pois é quando o diabo se manifesta”.

“Não conheço todos os meandros da situação, mas sei que a única solução era a oração”, disse ao se referir ao clima desconfortável que se deu após o tapa na cara de Chris. 

O motivo da agressão foi uma piada que Chris fez envolvendo a esposa de Will, Jada Pinkett Smith, que sofre de alopecia, uma doença autoimune que causa a calvície feminina. 

Visão espiritual da situação

Depois que Denzel Washington aconselhou Will Smith, abrindo seus olhos para a questão espiritual, o ator pediu desculpas à Academia durante seu discurso de aceitação do Oscar e depois se demitiu. 

Ele também emitiu um pedido público de desculpas a Chris Rock. A conversa e a oração de Denzel tiveram um efeito positivo sobre a situação. 

Denzel não deu muitos detalhes sobre a conversa que teve com Will, mas falou sobre a sua intercessão. “Felizmente havia outras pessoas lá, não apenas eu. Tyler Perry veio imediatamente orar comigo”, revelou. 

“Eu não quero dizer sobre o que conversamos, mas se não for pela graça de Deus, qualquer um de nós pode passar por isso. Quem somos nós para condenar?”, alertou o ator. 

O Conselho da Academia iniciou os “processos disciplinares" e disse que deve tomar uma decisão nas próximas semanas.

Assista:

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições