Família diz que pastor sequestrado na Ucrânia foi libertado: 'A oração faz diferença'

Dmitry Bodyu, da Igreja Palavra da Vida em Melitopol, teria sido levado cativo de sua casa em 19 de março.

Fonte: Guiame, com informações da CBN NewsAtualizado: quarta-feira, 30 de março de 2022 12:10
O pastor Dmitry Bodyu e sua esposa Helen Bodyu. (Foto: Instagram Helen Bodyu)
O pastor Dmitry Bodyu e sua esposa Helen Bodyu. (Foto: Instagram Helen Bodyu)

Novas informações sobre o pastor ucraniano preso por forças russas, postadas no Facebook na segunda-feira (28), dão conta de que ele foi libertado.

Dmitry Bodyu, líder da Word of Life Church (Igreja Palavra da Vida), teria sido levado cativo de sua casa em 19 de março.

Segundo a família do pastor, ele foi abordado em sua casa por dez soldados russos que o levaram e também confiscaram o passaporte de Dmitry e de seus familiares, telefones e computadores.

Helen Bodyu, esposa do pastor, foi quem notificou sua soltura. Em sua mensagem pela rede social, ela agradeceu o apoio e orações recebidos:

"Muito obrigada a todos por suas orações!!! Dmitry está em casa. Ele está indo bem", escreveu ela. "Obrigada por sua participação, por sua preocupação, ajuda e amor!"

"Deus é bom!!!", continuou Helen. "Louve o Senhor!"

Com base em Melitopol, uma das cidades ucranianas que sofrem com os ataques das tropas russas, Dmitry ainda não conseguiu falar diretamente com sua família desde que descobriu sua libertação.

Todos os serviços de internet e celular foram interrompidos em Melitopol. Recentemente, o prefeito local Ivan Fedorov chegou a ser sequestrado por forças russas e depois libertado.

"O prefeito de Melitopol, Ivan Fedorov, foi solto do cativeiro russo", disse o chefe de gabinete de Volodymir Zelensky, Andriy Yermak, em uma publicação online.

As forças russas invadiram a cidade de 150.000 habitantes depois de avançarem de bases na Crimeia no final de fevereiro.

Um porta-voz da vice-primeira-ministra da Ucrânia, Irene Vereshchuk, disse à NBC News que as tropas sequestraram pelo menos 14 líderes locais desde a invasão.

De acordo com a CBN News, Valentina, uma funcionária da Orphan's Promise, ligada à rede de mídia cristã CBN (The Christian Broadcasting Network), foi sequestrada na rua pelas forças russas.

Eles jogaram um saco sobre sua cabeça e a levaram embora. Até o momento não há notícias da missionária.

‘Poder da oração’

A família do pastor acompanhou a situação à distância. Segundo Helen, em entrevista à NBC News, Dmitry foi levado de sua casa por um grupo de soldados russos enquanto sua família assistia.

"Eles chegaram de manhã", disse ela à agência de notícias por telefone. "Eles pegaram nossos telefones, aparelhos, computadores, documentos - e o levaram para algum lugar. Não sei para onde."

Olesya Griffith, irmã de Bodyu que mora no norte do Texas, disse à KXAS-TV que estava "feliz e aliviada" ao saber que ele foi libertado.

O pastor Otis Gillaspie da Open Door Church em Burleson, Texas, é amigo da família Bodyu. Ele disse à estação de televisão que tinha fé que Dmitry seria libertado devido à sua personalidade extrovertida e ao poder da oração.

"Eu realmente sinto que a oração faz a diferença e fez a diferença neste caso", disse Gillaspie. "Você não pode conhecê-lo e não gostar dele. Eu senti que ele capturou aqueles que o capturaram."

Gillaspie disse na entrevista que o contato de Dmitry com o perigo não mudaria nada e acreditava que seu amigo continuará ministrando e dando apoio às pessoas em sua comunidade.  

"Ele não vai deixar seu povo, seu rebanho", disse Gillaspie. "Ele sente um mandato de Deus para fazer o que Deus lhe disse para fazer, não importa o que esteja acontecendo ao seu redor."

Sem comunicação

A notícia do sequestro de Dmitry levou dias para se tornar pública porque a cidade foi tomada pelas tropas russas que confiscaram os celulares e outros aparelhos da família.

Filha do pastor, Esther Bodyu-Ogawa, conta que os soldados entraram e começaram a questioná-lo. A primeira pergunta foi: “Vocês são cidadãos americanos?”.

Nascido na ex-União Soviética, Dmitry emigrou para os Estados Unidos aos 17 anos. Mais tarde, mudou-se para a Crimeia, hoje ocupada pela Rússia, antes de trabalhar na Ucrânia.

Dmitry, que tem 50 anos, atualmente serve como pastor da Igreja Palavra da Vida em Melitopol. Em sua última mensagem no Facebook pediu aos cidadãos ucranianos que visitassem a igreja se precisassem de abrigo durante a invasão.

"Se você precisa de ajuda de qualquer tipo ou não tem onde ficar ou tem medo de ficar em casa... a igreja está aberta", disse ele. "Estou no prédio da igreja... paredes muito grossas... prédio sólido. É por isso que você pode estar lá. Faremos o nosso melhor para fornecer o máximo possível."

"Que a paz de Deus esteja em seus corações e os mantenha seguros", acrescentou. "Vamos todos orar e clamar ao Senhor para que Ele nos guarde de todo mal em nome de Jesus Cristo."

Segundo a filha de Dmitry, a igreja abrigava cerca de 50 pessoas devido à invasão russa

"Tudo o que ele está fazendo é ajudar uma quantidade tão grande de pessoas que estavam escondidas na igreja, que eram mais de 50 pessoas", disse Esther. "E ele estava alimentando todos eles também, durante toda essa situação."

 

Siga-nos

Mais do Guiame

O Guiame utiliza cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência acordo com a nossa Politica de privacidade e, ao continuar navegando você concorda com essas condições